Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta segunda-feira, teremos os dados relativos aos preços das casas no terceiro trimestre, a nível regional. Destaque também para a sexta ronda sobre o futuro do NAFTA e para os ministros da UE-27, que se debruçam sobre o Brexit. Os investidores estarão também atentos à evolução do BCP, que soma mais de 22% desde o início do ano.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
BCP com melhor arranque em bolsa desde 2013

Os investidores do BCP têm razões para festejar em 2018. As acções do banco sobem 22,21% e lideram os ganhos na bolsa nacional. A melhoria da economia, a diminuição do prémio de risco do país e o desempenho operacional do banco são apontados pelos analistas como os factores que suportam estas valorizações. E há margem para mais subidas da instituição liderada por Nuno Amado, que vive o melhor arranque de ano desde 2013.

912,9 milhões de euros foi quanto a capitalização bolsista do BCP aumentou desde o início do ano, o que significa que, em média, o banco ganhou 48 milhões de euros por cada sessão. 

 

Preços das casas no terceiro trimestre

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga, esta segunda-feira, as estatísticas de preços da habitação ao nível local, relativo ao terceiro trimestre. Este indicador permite comparar a evolução dos preços nos vários concelhos. É a segunda vez que o INE disponibiliza estes números.

Por outro lado, na Alemanha será divulgado o índice de preços na importação em Dezembro. Nos EUA, teremos os dados relativos aos gastos dos consumidores em Dezembro, que se espera que tenham aumentado a um ritmo robusto, devido às vendas da época natalícia.



Membros do BCE discursam


Depois de o Banco Central Europeu ter deixado inalterada a sua política de estímulos, o arranque da semana será marcado pelos discursos de dois membros do conselho de governadores da autoridade monetária europeia, em dois eventos distintos.

Sabine Lautenschlaeger participa num encontro em Frankfurt e Benoit Coeuré falará em Paris.


 

Termina ronda sobre o NAFTA e EUA divulgam "oligarcas" próximos de Putin

Os negociadores do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (NAFTA – que junta os EUA, Canadá e México) – concluem hoje em Montreal a sexta ronda de conversações sobre este tratado com 23 anos. Na quarta ronda, as conversações azedaram devido ao facto de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter dito que o NAFTA é "o pior tratado na história dos Estados Unidos". Na quinta ronda, em Novembro passado, não houve avanços.

Por outro lado, termina hoje o prazo para o Departamento norte-americano do Tesouro divulgar uma lista de "oligarcas" próximos do presidente russo, Vladimir Putin. Este "catálogo" da elite russa visa penalizar o Kremlin pela sua alegada ingerência nas eleições presidenciais dos EUA em 2016.


 

Brexit em cima da mesa na UE

Os ministros da União Europeia vão adoptar, no Conselho de Assuntos Gerais que decorre esta segunda-feira, as directivas de negociação para as conversações sobre a saída do Reino Unido da UE (Brexit), focando-se especialmente no período de transição.

A decisão do Reino Unido de sair da União Europeia começa a ter efeitos na economia. O produto interno bruto (PIB) cresceu no ano passado ao ritmo mais lento desde 2012. A economia, como um todo, cresceu 1,8% no ano passado, o que compara com os 1,9% registados em 2016, segundo os dados oficiais revelados no passado dia 26 de Janeiro.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.