Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quinta-feira teremos, por cá, os resultados do Santander Totta e da Vodafone Portugal em destaque. Lá fora serão divulgadas as contas da Shell e Alibaba, bem como de três grandes tecnológicas norte-americanas: Alphabet, Apple e Amazon.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 01 de fevereiro de 2018 às 07:30
Resultados do Totta e da Vodafone em destaque

Esta quinta-feira serão divulgadas as contas de 2017 do Santander Totta, um dia depois de terem sido anunciados os resultados do Banco Santander. O resultado líquido do banco espanhol liderado por Ana Botín aumentou 7% no ano passado para 6.619 milhões de euros.

Também hoje serão apresentadas as contas da operadora Vodafone Portugal, liderada por Mário Vaz, relativas ao seu terceiro trimestre fiscal, que decorreu entre Outubro a Dezembro.


 

Gigantes tecnológicas dos EUA divulgam contas

As maiores empresas do sector tecnológico norte-americano continuam a apresentar resultados. Depois de ontem ter sido a vez da Microsoft e do Facebook, hoje a Alphabet (casa-mãe da Google), Amazon e Apple divulgam as contas relativas ao quarto trimestre, concentrando as atenções dos investidores em torno de um sector que tem renovado máximos históricos em bolsa.

Noutros sectores destaque para outras duas empresas que também hoje se confessam ao mercado: a petrolífera anglo-holandesa Shell e a empresa chinesa de comércio electrónico Alibaba.


 

Procura turística dos residentes portugueses em foco

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga os dados relativos à procura turística dos residentes, no terceiro trimestre.

No resto da Europa, serão apresentados os valores dos índices PMI para a indústria na Zona Euro, Alemanha, França e Reino Unido.


Nos Estados Unidos, destaque para os números referentes às vendas de automóveis, bem como para os dados da produção industrial em Janeiro – que se espera que tenha aumentado novamente a um ritmo sólido.


 

Wal-Mart Stores muda de nome

A retalhista norte-americana Wal-Mart Stores acaba hoje com este nome, passando a sua denominação jurídica a ser Walmart Inc.

Esta alteração sustenta o crescente foco da empresa no comércio electrónico, conforme sublinha a Bloomberg.


 

Fed não mexeu nos juros em dia de adeus de Yellen

A Reserva Federal norte-americana deixou inalterada a sua política monetária, ao manter a taxa dos fundos federais num intervalo compreendido entre 1,25% e 1,5%. A decisão de não mexer nos juros era já esperada, naquela que foi a última vez que Janet Yellen presidiu a uma reunião do banco central.

As bolsas norte-americanas cederam parte dos ganhos após a divulgação do comunicado da Fed, que dava também conta de um aumento da inflação este ano e da manutenção do rumo de subida dos juros. Estas indicações fizeram disparar, uma vez mais, os juros das obrigações norte-americanas, o que penaliza as acções. As "yields" das "treasuries" a 10 anos subiram para 2,7%, o mais alto nível desde Abril de 2014.

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar