Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

A reacção dos investidores aos resultados da Sonae SGPS, os desenvolvimentos da guerra comercial entre os EUA e a China e as expectativas em torno das políticas da Fed deverão marcar o passo nos mercados.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Sara Antunes 23 de agosto de 2018 às 07:30
Sonae aumenta lucros e mantém intensão de cotar retalho em bolsa

A Sonae SGPS anunciou um aumento de 34% dos seus lucros no primeiro semestre. Já sobre a colocação em bolsa do negócio do retalho, Luís  Reis, "chief corporate center officer" (CCCO), salientou que já foram dados passos importantes, mantendo na agenda a intensão de cotar em bolsa esta unidade. Mas ainda não há uma decisão final sobre a operação.


 

Novo Banco de regresso aos prejuízos

O Novo Banco vai revelar esta quinta-feira os seus resultados do primeiro semestre do ano. E o Negócios apurou que os resultados do banco liderado por António Ramalho voltaram a ser negativos, depois de um primeiro trimestre de lucros.

 

O resultado da operação no semestre será negativo, o que quer dizer que o período entre Abril e Junho mais do que ofuscou o lucro de 60,9 milhões de euros alcançado entre Janeiro e Março pelo banco detido em 75% pela Lone Star e em 25% pelo Fundo de Resolução.


 

Trump sob os holofotes

O ex-advogado de Donald Trump, Michael Cohen, deu-se como culpado em vários crimes, entre eles ter feito pagamentos para silenciar testemunhas prejudiciais à campanha de Trump à presidência dos EUA. Este caso viola as lei de campanha nos EUA. E aumenta a especulação de que este assumir de culpa terá impacto em Donald Trump. O presidente dos EUA deu entretanto uma entrevista onde revelou que só soube destes pagamentos depois de terem sido realizados. E rejeita que tenham sido cometidos crimes, uma vez que os pagamentos foram feitos com fundos do próprio Trump e não com valores provenientes da campanha.


 

Fed mantém estratégia. Próxima paragem: Jackson Hole

Depois de conhecidas as minutas da última reunião da Fed, de onde saiu reforçada a perspectiva de que as taxas de juro nos EUA vão subir mais duas vezes este ano, segue-se agora o encontro de Jackson Hole. Este simpósio começa esta quinta-feira e reúne os principais responsáveis da Fed. Os investidores aguardam agora por mais (ou novos) sinais que os ajudem a situar-se sobre o futuro da política monetária dos EUA.


 

Guerra comercial continua no radar

Americanos e chineses estão sentados à mesa das negociações. O tema é a guerra comercial e os investidores estão esperançados de que se reduza a tensão entre os dois países. Isto numa altura em que entram em vigor as tarifas dos EUA sobre 16 mil milhões de dólares de produtos importados da China.

 




pub