Investidor Privado A semana dia-a-dia: O PIB de Portugal, os dividendos e a inflação no euro

A semana dia-a-dia: O PIB de Portugal, os dividendos e a inflação no euro

O andamento da economia portuguesa no primeiro trimestre estará em foco. Na bolsa, a época de resultados aproxima-se do fim e a EDP e a Sonae pagam dividendos.
A semana dia-a-dia: O PIB de Portugal, os dividendos e a inflação no euro
Rui Barroso 14 de maio de 2017 às 18:55
Segunda-feira Os dados da economia portuguesa no primeiro trimestre
O crescimento no segundo semestre do ano passado surpreendeu pela positiva. Mas numa altura em que as obrigações portuguesas dão sinais de recuperação no mercado, os analistas têm destacado que é importante tirar o pulso ao andamento da economia no primeiro trimestre. O INE divulga os dados do PIB entre Janeiro e Março, sendo que as instituições que analisam a economia nacional apontam para um crescimento de 2%. A confirmar-se, será o maior crescimento trimestral em quase sete anos. 

Terça-feira os sinais da economia americana 

A economia dos EUA cresceu ao ritmo mais lento em três anos no primeiro trimestre. Após esse abrandamento, o foco dos mercados está nos indicadores que vão sendo divulgados para aferir se a desaceleração veio ou não para ficar. Os dados da produção industrial e da construção de casas novas, em Abril, serão analisados de perto. Os analistas sondados pela Bloomberg antecipam sinais positivos destes indicadores o que, a confirmar-se, dará mais confiança sobre a economia americana. 

Quarta-feira O maior dividendo da bolsa portuguesa e os dados da inflação na Zona Euro

A EDP premeia os accionistas com um dividendo ilíquido de 0,19 euros por acção. No total, a eléctrica vai distribuir pelos accionistas cerca de 695 milhões de euros, um montante equivalente a 72% dos resultados obtidos no ano passado. A eléctrica é a cotada que mais dinheiro reserva para remunerar os accionistas. As acções deixam de negociar com direito a esta remuneração esta segunda-feira.  

A primeira estimativa da inflação na Zona Euro mostrou que os preços voltaram a acelerar em Abril, com o índice a atingir 1,9%, um valor dentro da meta do BCE, que é de perto mas abaixo de 2%. Apesar da segunda estimativa tender a ter menos foco do mercado que o primeiro valor, desta vez poderá ser diferente. Isto porque os dados mostraram uma subida da inflação "core" para 1,2%, que ficou acima do estimado pelos analistas. Na segunda estimativa serão divulgadas mais informações que permitirão analisar o que justificou essa subida e alinhar as expectativas sobre o guião do BCE para a retirada dos estímulos.

Quinta-feira Os resultados da Sonae

A época de apresentação dos resultados do primeiro trimestre aproxima-se do fim. A Sonae mostrará as contas do início do ano após o fecho dos mercados. Nota ainda para o dividendo da empresa, que será pago esta segunda-feira. 

Sexta-feira Os indicadores da actividade económica
Já com os dados do PIB do primeiro trimestre conhecidos, o Banco de Portugal divulga os indicadores coincidentes para a actividade económica, relativos a Abril. No mês anterior, esses dados mostraram uma subida de 2% para a actividade económica e de 2,3% para o consumo privado.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Conselheiro de Trump 14.05.2017

Ja so falta mes e meio para eu dar inicio as ferias grandes,elas alongam-se ate meados de Septembro.Mantenho o que tenho dito:a economia cresce ate as ferias grandes,dai para a frente e praticamente so cumprir calendario.Luz de lamparina nao guia um morcego.

pub
pub
pub
pub