Investidor Privado A semana dia-a-dia: Os juros nos EUA, as eleições na Holanda e os números da Sonae

A semana dia-a-dia: Os juros nos EUA, as eleições na Holanda e os números da Sonae

As decisões da Fed e de outros bancos centrais e as eleições na Holanda serão alguns dos principais focos da semana. Na bolsa nacional, a Sonae divulga os resultados do ano passado.
A semana dia-a-dia: Os juros nos EUA, as eleições na Holanda e os números da Sonae
Rui Barroso 12 de março de 2017 às 19:00
Segunda-feira Tomar o pulso às exportações portuguesas e as palavras de Draghi

O Instituto Nacional de Estatística divulga os dados do comércio internacional, relativos a Janeiro. No ano passado, o crescimento das exportações foi o mais fraco desde 2009, apesar de uma recuperação nos meses de Novembro e Dezembro. 

Depois de na semana passada ter explicado as decisões de política monetária, Mario Draghi volta a fazer uma intervenção pública, numa conferência em Frankfurt dedicada à inovação e ao empreendedorismo.


Terça-feira Uma bateria de indicadores sobre a economia europeia

O Banco Central Europeu notou melhorias na economia europeia, mas não suficientes para se começar a retirar os estímulos monetários. Na hora de medir a pulsação è economia da Zona Euro, o dia será preenchido. Desde os dados mais detalhados da inflação na Alemanha e em Espanha, até à produção industrial na Zona Euro. A expectativa dos agentes económicos também será actualizada com a divulgação do índice Zew para a Alemanha e para todo o euro.


Quarta-feira Os juros nos EUA e as eleições na Holanda

É, provavelmente, o evento mais aguardado pelos mercados esta semana. O Comité Federal de Mercado Aberto conclui a reunião de dois dias de política monetária, seguido de uma conferência de imprensa de Janet Yellen para explicar as decisões tomadas. Os investidores dão quase como certo que o intervalo da taxa dos fundos federais suba 25 pontos base. Actualmente está entre 0,50% e 0,75%, após a Reserva Federal ter subido os juros no passado mês de Dezembro. Ainda do lado da política monetária, no dia seguinte será a vez dos bancos centrais britânico, suíço e japonês anunciarem as suas decisões. 

Dia de eleições legislativas na Holanda, com a eleição a ser vista por alguns analistas como um barómetro para a força dos partidos populistas na Europa. Após ter estado à frente das sondagens, Geert Wilders, do Partido Popular para a Liberdade e Democracia, que tem uma agenda anti-europeia, perdeu terreno nas últimas semanas para o partido do actual primeiro-ministro, Mark Rutte. 


Quinta-feira Sonae divulga os resultados de 2016


Depois de ter divulgado os dados preliminares das vendas em 2016, que foram considerados positivos pelos analistas, a Sonae mostra os resultados completos em relação ao ano anterior. A divulgação está agendada para antes da abertura do mercado. 

Sexta-feira G20 analisa políticas de Trump

Os ministros das finanças e os banqueiros centrais do G20 iniciam um encontro de dois dias para analisar os desafios das políticas defendidas pela administração Trump para o comércio internacional e para as taxas de câmbio globais. Em foco estará a intervenção do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, e a expectativa de que dê mais detalhes sobre as medidas que Trump quer adoptar.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub