Investidor Privado A semana que aí vem: As mexidas no PSI-20, a notificação do défice e as contas da Oi

A semana que aí vem: As mexidas no PSI-20, a notificação do défice e as contas da Oi

O PSI-20 passa a ter duas novas cotadas. O INE reportará a Bruxelas os números da dívida e do défice. A nível internacional, o debate em França e a análise do Eurogrupo à Grécia estarão em foco.
A semana que aí vem: As mexidas no PSI-20, a notificação do défice e as contas da Oi
Rui Barroso 19 de março de 2017 às 19:00

Segunda-feira Mudanças no PSI-20, o debate em França e a reunião do Eurogrupo


O PSI-20 passa a ter 19 cotadas. Após a saída do BPI, na sequência da OPA do CaixaBank, a Euronext decidiu promover a Novabase e a Ibersol ao índice de referência do mercado português.  

Os cinco candidatos nas presidenciais francesas confrontam-se no primeiro debate televisivo, quando falta um mês para a primeira volta das eleições. Após as surpresas do Brexit, do referendo em Itália e da vitória de Trump, os analistas têm apontado as eleições gaulesas como um potencial risco para os mercados, dada a agenda anti-euro de Marine Le Pen. No entanto, as últimas sondagens apontam Emmanuel Macron como o candidato com maior probabilidade de chegar ao Eliseu. 

Os ministros das Finanças da Zona Euro reúnem em Bruxelas para discutir os desenvolvimentos da avaliação ao programa de assistência financeira à Grécia e também para analisar os planos orçamentais e de emissão de dívida dos países do euro. 


Terça-feira Os discursos dos responsáveis da fed após a subida de juros


A Reserva Federal dos EUA subiu a taxa de juro na semana passada em 25 pontos base. Mas o mercado continua à procura de mais pistas sobre o ritmo dos próximos aumentos e a forma como a autoridade monetária está a considerar o impacto das medidas de Trump na economia. E serão vários os responsáveis do banco central a poder dar indicações sobre esse assunto, já que os presidentes da Fed de Kansas City, de Cleveland e de Boston têm agendadas intervenções públicas para esta terça-feira. Na quinta-feira será a vez de Janet Yellen, a presidente da Fed, voltar a fazer declarações. 


Quarta-feira
 Os resultados da Oi em 2016


A operadora brasileira Oi, detida em 22,4% pela portuguesa Pharol, apresenta os resultados financeiros de 2016. Os números serão analisados para aferir como evolui o processo de recuperação da operadora que teve de pedir, no ano passado, protecção contra os credores. 


Quinta-feira Dados económicos na Europa e nos EUA


Calendário preenchido na divulgação de dados económicos nos dois lados do Atlântico. Na Zona Euro será conhecida a estimativa do índice de confiança dos consumidores, no mesmo dia em que o BCE publica o boletim económico. Na Alemanha será divulgado o índice de confiança dos consumidores. E nos EUA serão divulgados os números dos pedidos iniciais de subsídio de desemprego e os dados da construção de casas novas. 

Sexta-feira A notificação a Bruxelas dos números da dívida e do défice


A Comissão Europeia admitiu que Portugal poderá sair do procedimento dos défices excessivos (PDE) e que dará especial atenção às estatísticas oficiais de Abril. E os dados constantes na primeira notificação do INE, que incluem os valores provisórios da dívida pública e do défice, ao Eurostat, poderão dar mais indicações sobre a probabilidade de saída do PDE. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Oi 19.03.2017

Está na hora de ir às compras da Farol!

Anónimo 19.03.2017

A OI recebeu boas notícias na sexta feira.
A justiça autorizou a operadora a vender a Timor Telecom. Há muito que a Oi tinha solicitado essa autorização, mas só agora o tribunal do RJ deu autorização. São igualmente boas notícias para a PHAROL.
Notícia veiculada pelo Valor Econômico Brasil na sexta feira passada (valor.com.br).

pub