Mercados A sua semana dia a dia: Fed, aumento de capital do BCP e Fitch

A sua semana dia a dia: Fed, aumento de capital do BCP e Fitch

A semana será marcada por reuniões de política monetária nos EUA, Reino Unido e Japão. No plano nacional, o fim da negociação dos direitos ao aumento de capital do BCP e a eventual revisão de "rating" da Fitch agitam a semana.
A sua semana dia a dia: Fed, aumento de capital do BCP e Fitch
Patrícia Abreu 29 de janeiro de 2017 às 19:00
Segunda-feira Último dia para negociar direitos do BCP
Termina segunda-feira, 30 de Janeiro, o período em que os investidores podem comprar e vender direitos do aumento de capital do BCP em bolsa. Os investidores que não pretendam acompanhar a operação devem, por isso, alienar nesta sessão os direitos e encaixar a mais-valia com a venda destes títulos. 

Segunda-feira Inflação na Alemanha coloca pressão na política do BCE

Esta segunda-feira serão conhecidos os números relativos à evolução da inflação na economia alemã, em Janeiro. Estes dados deverão ser acompanhados com atenção por parte dos investidores, depois de o índice de preços no consumidor ter acelerado 1,7% em Dezembro. A recuperação dos preços na Zona Euro já levou recentemente a executiva alemã no BCE a pedir um debate "em breve" sobre retirada de estímulos na região. 

Terça-feira Banco do Japão decide sobre taxas de juro no país

O Banco do Japão deverá reiterar a sua política monetária no país, actualizando as suas previsões para a evolução da economia e da inflação. Os especialistas citados pela Bloomberg esperam que o governador Haruhiko Kuroda aproveite a conferência de imprensa após a reunião para aumentar o seu "target" para os juros das obrigações a dez anos.

Quarta-feira Yellen deixa juros inalterados após subida de Dezembro

A Reserva Federal dos EUA realiza a primeira reunião do ano, naquele que será também o primeiro encontro da entidade desde a tomada de posse de Donald Trump. Os economistas prevêem que a instituição liderada por Janet Yellen deixe a sua taxa de referência inalterada, depois de ter subido os juros na reunião de Dezembro para um intervalo de 0,5% a 0,75%.

Quinta-feira Carney actualiza estimativas para a economia britânica

Na semana em que a Câmara dos Deputados começa a debater o decreto-lei que permitirá o accionamento do artigo 50.º do Tratado de Lisboa, o Banco de Inglaterra realiza a sua primeira reunião do ano. Mark Carney deverá actualizar estimativas para a economia do país e falar sobre o potencial impacto da libra fraca. Não deverá haver mudanças nos juros.

Sexta-feira EUA divulgam taxa de desemprego em Janeiro


A taxa de desemprego nos EUA deverá ter permanecido em 4,7%, no primeiro mês do ano. Segundo projecções dos economistas do Departamento do Trabalho dos EUA, citadas pela Bloomberg, a economia deverá ter criado mais de 160 mil trabalhos, em Janeiro.  

Sexta-feira Fitch poderá pronunciar-se sobre risco de Portugal

Depois de na última semana ter adiantado que há fraquezas no sistema financeiro português e os rácios de capital são baixos, a agência de notação financeira tem agendada para esta sexta-feira uma possível reavaliação do risco da República Portuguesa. E grande parte dessa decisão sobre o "rating" estará dependente dos desenvolvimentos no sector bancário. No mesmo dia, a S&P pode manifestar-se sobre o risco de Moçambique. 



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
investidor1 29.01.2017

https://goo.gl/forms/5NG11J4NNSpEtum92

Obrigado!

pub