Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsa e euro em queda à espera da Fed. Juros continuam a aliviar

Abertura dos mercados: Bolsa e euro em queda à espera da Fed. Juros continuam a aliviar

As principais praças europeias estão a negociar em queda numa altura em que o mercado aguarda pelo desfecho do encontro da Fed para perceber se autoridade monetária sobe os juros. A dívida portuguesa continua a aliviar.
Abertura dos mercados: Bolsa e euro em queda à espera da Fed. Juros continuam a aliviar
Reuters
Ana Laranjeiro 14 de dezembro de 2016 às 09:41

Os mercados em números

PSI-20 cede 0,02% para 4.648,24 pontos

Stoxx 600 desce 0,13% para 357,02 pontos

Nikkei valorizou 0,2% para 19.253,61 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 6,2 pontos para 3,698%

Euro recua 0,04% para 1,0622 dólares

Petróleo em Londres desce 1,24% para 55,03 dólares


Bolsas europeias à espera da Fed

As principais praças europeias estão a negociar em terreno negativo. Esta evolução dos mercados ocorre numa altura em que os investidores se preparam para uma eventual subida das taxas de juro por parte da Reserva Federal dos Estados Unidos. Algo que a acontecer será a primeira vez num ano.

O PSI-20 desce 0,02%, penalizado pelos títulos da Jerónimo Martins, que recuam 1,70% para 15,07 euros, e da Galp Energia, que descem 0,28% para 14,18 euros. Entre as restantes praças do Velho Continente, o índice grego lidera as queda, desvalorizando 1,50%, seguido pelo espanhol IBEX35, que perde 0,34%.

Juros em queda

A taxa das obrigações portuguesas descem pelo terceiro dia, continuando a mitigar parte da subida verificada após a reunião do BCE da passada quinta-feira. A "yield" a dez anos alivia 6,2 pontos base para 3,698%.


Os juros implícitos das dívidas espanhola e italiana também baixam. No caso da "yield" de Espanha a dez anos, verifica-se uma descida de 3,9 pontos base para 1,392%. E a taxa italiana perde 7 pontos base para 1,804%. A taxa da dívida alemã também a dez anos recua 3,1 pontos base para 0,329%. O prémio de risco da dívida nacional está nos 333,1 pontos.


Dólar valoriza à espera da Fed

O euro cede ligeiramente terreno face ao dólar, numa altura em que os investidores aguardam pela conclusão da reunião de dois dias da Reserva Federal dos EUA para perceber qual vai ser o rumo da política monetária na maior economia do mundo. A expectativa do mercado é que a Fed suba os juros. O euro cede 0,04% para 1,0622 dólares.

Petróleo cai com os investidores de olhos postos nas reservas

O petróleo está a recuar nos mercados internacionais depois ter negociado no valor mais elevado desde Julho do ano passado. Os investidores estão agora focados nas reservas da matéria-prima nos Estados Unidos, segundo a Bloomberg. Isto depois de no último sábado ter sido alcançado um acordo para que os países que não estão na Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) diminuam a sua produção.


O West Texas Intermediate desce 1,36% para 52,26 dólares por barril. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, perde 1,24% para 55,03 dólares por barril.


Ouro próximo de mínimos de dez meses

O ouro negociou já em mínimos próximos de dez meses, estando a cotação da matéria-prima a ser penalizada pela expectativa do mercado que a Fed decida uma subida das taxas de juro. Ainda assim, por esta altura, o ouro soma 0,29% para 1.161,92 dólares por onça.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub