Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsas em alta e juros em queda na primeira sessão de 2017

Abertura dos mercados: Bolsas em alta e juros em queda na primeira sessão de 2017

As bolsas europeias seguem em alta ligeira, num dia em que muitos mercados continuam encerrados devido ao feriado de ano novo. O petróleo não está a negociar, tal como a generalidade das matérias-primas.
Abertura dos mercados: Bolsas em alta e juros em queda na primeira sessão de 2017
Bloomberg
Rita Faria 02 de janeiro de 2017 às 09:25

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,33% para 4.694,47 pontos

Stoxx 600 ganha 0,11% para 361,80 pontos

Nikkei não negociou devido ao feriado

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 2,3 pontos base para 3,741%

Euro recua 0,08% para 1,0508 dólares

Petróleo não negoceia

 

Bolsas europeias em alta ligeira

Depois de terem iniciado a primeira sessão de 2017 em queda, as bolsas europeias já inverteram para terreno positivo, com o índice de referência, o Stoxx600, a subir 0,11% para 361,80 pontos.

 

Esta será outra sessão marcada pela baixa liquidez, já que muitos mercados continuam encerrados devido ao ano novo, incluindo na Ásia (Xangai e Tóquio), bem como o Reino Unido e os Estados Unidos.

 

No plano nacional, depois de ter perdido quase 12% em 2016, o PSI-20 sobe 0,33% para 4.694,47 pontos. A impulsionar estão, sobretudo, o BCP e a Nos. O banco liderado por Nuno Amado soma 1,28% para 1,0847 euros enquanto a operadora valoriza 0,67% para 5,676 euros.

 

Juros descem na Zona Euro

Os juros da dívida pública portuguesa estão a descer em todas as maturidades depois do ligeiro agravamento registado na última sessão de 2016. A ‘yield’ das obrigações a dez anos cai 2,3 pontos base para 3,741%.

 

A tendência de alívio é comum à maioria das economias do euro nesta primeira sessão de 2017. Em Espanha, os juros da dívida a dez anos descem 2,0 pontos para 1,364%, enquanto em Itália recuam 3,1 pontos para 1,784%. Já na Alemanha, o alívio é de 2,1 pontos para 0,187%.

 

Euro em queda ligeira face ao dólar

Depois de ter perdido 3,18% face ao dólar em 2016, o euro está em queda ligeira contra a divisa norte-americana na primeira sessão do ano. O euro recua 0,09% para 1,0508 dólares.

 

Já o índice que mede a evolução da nota verde face às principais congéneres mundiais ganha 0,45%, depois de, em 2016, ter completado o quarto ano consecutivo de ganhos.

 

Petróleo não negoceia

O petróleo não está a negociar esta segunda-feira, tal como muitas outras matérias-primas, como o ouro e o alumínio, devido ao prolongamento do feriado de ano novo nos mercados. Este mês entram em vigor os cortes na produção acordados em Setembro pela OPEP, a que se juntaram 11 outros países fora do cartel.

Na última sessão, o West Texas Intermediate encerrou com uma descida de 0,09% para 53,72 dólares por barril, enquanto o Brent subiu 1,21% para 56,82 dólares. 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 02.01.2017

COFINA:PENALIZADA POR AUTORIZAÇÃO AUMENTO CAPITAL ATÉ 51,3 M€ QUE EXPIROU:
AssembleiaGeral autorizou Conselho Administração aumentar capital até 51,3 M€,que expirou 31/12/2016,sem ser exercida,pág 18em http://www.cofina.pt/~/media/Files/C/Cofina/press/releases/2016press/cofina-rel-contas-dez-15.pdf

pub