Mercados num minuto Abertura dos mercados: Bolsas em alta ligeira e dólar próximo de mínimos após actas da Fed

Abertura dos mercados: Bolsas em alta ligeira e dólar próximo de mínimos após actas da Fed

As bolsas europeias seguem em alta ligeira e o petróleo próximo de máximos de Abril, antes da reunião da OPEP. Já o dólar está perto do nível mais baixo desde Novembro, em reacção às actas da Fed.
Abertura dos mercados: Bolsas em alta ligeira e dólar próximo de mínimos após actas da Fed
Reuters
Rita Faria 25 de maio de 2017 às 09:22

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,13% para 5.220,64 pontos

Stoxx 600 ganha 0,07% para 392,64 pontos

Nikkei valorizou 0,36% para 19.813,13 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 3,1 pontos para 3,199%

Euro sobe 0,22% para 1,1243 dólares

Petróleo em Londres valoriza 0,89% para 54,44 dólares o barril

 

Bolsas europeias em alta

As bolsas europeias estão a negociar em alta esta quinta-feira, 25 de Abril, num dia em que as atenções do mercado estão centradas na reunião dos membros da OPEP, em Viena, para decidir se vão prolongar os cortes na produção em vigor desde o início do ano. O Stoxx 600 ganha 0,07% para 392,64 pontos.

 

Os índices europeus estão a prolongar o optimismo das praças norte-americanas, que atingiram novos máximos na sessão de ontem, após a divulgação das actas da última reunião da Fed.

 

Na bolsa nacional, o PSI-20 sobe 0,13% para 5.220,64 pontos, animado sobretudo pelo BCP e pela Galp Energia. O banco liderado por Nuno Amado soma 1,53% para 22,63 cêntimos enquanto a petrolífera valoriza 0,43% para 14,175 euros.

 

Juros portugueses em queda acompanham Europa

Os juros da dívida da generalidade dos países do euro estão em queda, um dia depois de o líder do Banco Central Europeu (BCE) Mario Draghi, ter deixado claro que a normalização da política monetária começará pelo fim do programa de compra de activos, antes de ter início um hipotético ciclo de subida de juros, que estão actualmente em terreno negativo.

 

A ‘yield’ associada às obrigações portuguesas a dez anos desce 3,1 pontos para 3,199%, depois de o ministro das Finanças, Mário Centeno, ter apontado que a economia portuguesa pode crescer a um ritmo homólogo superior a 3% no segundo trimestre e que, no conjunto do ano, possa superar os 2%, ficando acima da previsão oficial do governo, actualmente fixada em 1,8%.

 

Em Espanha, os juros a dez anos caem 2,8 pontos para 1,582%, em Itália recuam 3,3 pontos para 2,104% e na Alemanha descem 3,3 pontos para 0,369%.

 

Dólar próximo de mínimos de Novembro

O índice que mede a evolução do dólar face às principais congéneres mundiais está a descer pela segunda sessão consecutiva, depois de as actas da última reunião da Fed terem revelado uma intensificação do debate sobre as perspectivas de subida dos juros depois de Junho. Este índice está próximo do valor mais baixo desde Novembro.

 

Petróleo em alta antes da reunião da OPEP

O petróleo segue em alta nos mercados internacionais, animado pela expectativa de que os membros da OPEP vão acordar esta quinta-feira, a extensão dos cortes na produção para além dos seis meses inicialmente previstos.

 

Em Londres, o Brent ganha 0,89% para 54,44 dólares, enquanto em Nova Iorque o West Texas Intermediate (WTI) valoriza 0,84% para 51,79 dólares.

 

A impulsionar os preços da matéria-prima estão ainda os dados da Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos, conhecidos ontem, que mostram que as reservas de crude norte-americanas caíram pela sétima semana consecutiva.

 

Ouro e prata em queda ligeira

O ouro e a prata estão em queda ligeira, a reagir às mensagens transmitidas pela Reserva Federal. Apesar das dúvidas quanto ao ritmo dos futuros aumentos, cresceu a expectativa de que o banco central vai mesmo subir os juros na próxima reunião de 13 e 14 de Junho.

 

O ouro desce 0,04% para 1.258,14 dólares enquanto a prata cai 0,17% para 17,2061 dólares. 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
AMANHÃ MAGISTRAL QUEDA DO BCP 25.05.2017

AQR Capital Management, LLC
SÃO ESTES NOSSOS GRANDES AMIGOS QUEAMANHÃ NOS VÃO AJUDAR A DERRUBAR o MILENIUM BCP + DE 3 % PARA BAIXO EHEHEHEHEHEHJ nos PRÓXIMOS DIAS VAMOS CONTINUAR A ENCHER O BOLSO COM A MAGISTRAL QUEDA DO BCP

pharolito 25.05.2017

Pharol subiu ontem e hoje e vai subir amanha (prevejo que feche por volta das 0,275/0,28) devido a assembleia geral dos accionistas marcado para 26/5 (amanha). Apenas digo que vão ser boas noticias que vão fazer a Pharol disparar até 0,30 já na segunda feira. Eu sei do que estou a falar.

Pharol em forte ALTA! 25.05.2017

A Pharol já dispara esta manhã acima dos +5%! A tendência de forte subida chegou conforme se perspetivava, após os bons desenvolvimentos da OI! A OI também tem estado em alta no Brazil! Os grandes investidores estão todos a posicionar-se na Pharol e OI, não restam duvidas!

RENHAM CUIDADO COM A TIA ALICE 25.05.2017

A TIA ALICE VAI LANÇAR UMA OPA À PHAROL A 0.10 por AÇÃO VENDAM VENDAM ENQUANTO TÊM TEMPO

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub