Mercados num minuto Abertura dos mercados: Petróleo recupera de forte queda e bolsas aguardam veredicto do BCE

Abertura dos mercados: Petróleo recupera de forte queda e bolsas aguardam veredicto do BCE

As bolsas europeias estão a negociar sem uma tendência definida, com os investidores à espera de ouvir o presidente do BCE, Mario Draghi. O petróleo recupera de queda de 5% e o ouro segue em mínimos de mais de um mês.
Abertura dos mercados: Petróleo recupera de forte queda e bolsas aguardam veredicto do BCE
Rita Faria 09 de março de 2017 às 09:22

Os mercados em números

PSI-20 sobe 0,03% para 4.631,32 pontos

Stoxx 600 perde 0,27% para 371,57 pontos

Nikkei valorizou 0,34% para 19.318,58 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos sobem 3,5 pontos base para 4,022%

Euro ganha 0,08% para 1,0549 dólares

Petróleo em Londres avança 1,28% para 53,79 dólares o barril

 

Bolsas europeias sem tendência definida

As bolsas europeias estão a negociar sem uma tendência definida esta quinta-feira, 9 de Março, dia em que se vai realizar a reunião mensal do Banco Central Europeu (BCE). O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,27% para 371,57 pontos, depois de ter subido ontem pela primeira vez em cinco sessões.

 

Na bolsa nacional, o PSI-20 avança 0,03% para 4.631,32 pontos, com a subida da Sonae a compensar a queda da Galp Energia. As acções da empresa liderada por Paulo Azevedo valorizam 1,94% para 84 cêntimos, depois de ter sido anunciado um acordo com a JD Sports que prevê a fusão entre a Sport Zone e as actividades da companhia britânica na Península Ibérica. Desta união nascerá a segunda maior empresa de artigos desportivos da Península Ibérica.

 

Já a Galp Energia desliza 0,79% para 13,79 euros, a reflectir a forte descida dos preços do petróleo verificada na sessão de ontem.

 

Juros em alta na Zona Euro

Os juros da dívida pública estão em alta na generalidade dos países do euro. Em Portugal, a ‘yield’ associada às obrigações a dez anos avança 3,5 pontos base para 4,022%, depois de o Tesouro se ter financiado ontem em 1.112 milhões de euros em títulos a três e nove anos, garantindo 35% do financiamento para este ano.

 

Em Espanha, os juros da dívida a dez anos sobem 0,2 pontos para 1,812%, em Itália agravam-se em 1,6 pontos para 2,271% e em França escalam 2,6 pontos para 1,048%.  

 

Euro sobe pela primeira vez em quatro sessões

A moeda única europeia está em alta ligeira face ao dólar depois de três sessões consecutivas de perdas, numa altura em que o mercado aguarda pela conclusão da reunião mensal do BCE. Embora não se antecipem alterações à taxa de juro de referência, os investidores vão estar muito atentos ao discurso de Mario Draghi, especialmente após a subida da inflação na Zona Euro.

 

O euro ganha 0,08% para 1,0549 dólares

 

Petróleo sobe após queda de 5%

O petróleo ganha cerca de 1% nos mercados internacionais, recuperando parte das fortes quedas registadas na sessão de ontem. A matéria-prima afundou mais de 5% depois de a Administração de Informação de Energia dos Estados Unidos ter revelado que as reservas de crude subiram, na semana passada, para um nível recorde. O aumento foi superior a 8 milhões de barris para um total de 528,4 milhões de barris, o nível mais elevado desde 1982. A subida foi muito superior ao esperado, na medida em que os analistas consultados pela Bloomberg antecipavam um acréscimo de apenas 2 milhões.

 

Nesta altura, o West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, ganha 0,99% para 50,78 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, valoriza 1,28% para 53,79 dólares.

 

Ouro em mínimos de mais de um mês

O metal precioso está a negociar no valor mais baixo em mais de um mês, penalizado pela expectativa de que a Reserva Federal norte-americana vai subir os juros já na próxima semana. Os analistas dão quase como certo um aumento de 0,25 pontos percentuais na taxa de juro directora na próxima reunião da Fed, de 14 e 15 de Março, e esperam pistas sobre quando o banco central vai acelerar a subida do preço do dinheiro.

O ouro desce 0,27% para 1.205,01 dólares por onça, o valor mais baixo desde 1 de Fevereiro. Já a prata cai 0,26% para 17,1890 dólares. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Pudim 09.03.2017

Será que a Sonae chega aos .90 antes que acabe o século?

Gasóleo já desceu mais de 7% em 2017 09.03.2017

O gasóleo nos mercados internacionais, em euros, já desceu mais de 6% desde o inicio do ano, no entanto, o gasóleo nas bombas já subiu mais de 2% desde o inicio do ano.
Será que vamos ter grandes descidas na próxima semana? lol ;-)

pub