Mercados num minuto Abertura dos mercados: Expectativa sobre a DBRS deixa juros e bolsas pouco alterados

Abertura dos mercados: Expectativa sobre a DBRS deixa juros e bolsas pouco alterados

As bolsas europeias dividem-se entre ganhos e perdas ligeiras, enquanto os juros seguem pouco alterados antes de ser conhecido o veredicto da DBRS sobre o rating de Portugal. O euro está em mínimos de Março.
Abertura dos mercados: Expectativa sobre a DBRS deixa juros e bolsas pouco alterados
Bloomberg
Rita Faria 21 de Outubro de 2016 às 09:41

Os mercados em números

PSI-20 desce 0,12% para 4.731,10 pontos

Stoxx 600 ganha 0,18% para 344,91 pontos

Nikkei desvalorizou 0,3% para 17.184,59 pontos

Juros da dívida a dez anos descem 0,5 pontos base para 3,205%

Euro recua 0,43% para 1,0882 dólares

Petróleo em Londres cai 0,02% para 51,37 dólares o barril

Bolsas europeias entre ganhos e perdas

As bolsas europeias estão a negociar entre ganhos e perdas ligeiras esta sexta-feira, 21 de Outubro, numa altura em que os investidores estão a olhar para os resultados de empresas como a Yara International e a Valeo, que superaram as estimativas, e a Ericsson, que reportou prejuízos, e para a oferta de 47 mil milhões de dólares lançada pela British American Tobacco para passar a controlar a Reynolds.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha 0,18% para 344,91 pontos, preparando-se para completar esta sexta-feira a maior valorização semanal em um mês.

Na bolsa nacional, o PSI-20 desce 0,12% para 4.731,10 pontos penalizado sobretudo pela Nos, que cai 0,98% para 5,484 euros.

Esta sexta-feira, a Jerónimo Martins dá o pontapé de saída na época de resultados das empresas do PSI-20. Os analistas do CaixaBI acreditam que os lucros dos primeiros nove meses do ano tenham mais do que duplicado.

Juros pouco alterados antes da DBRS

Os juros da dívida portuguesa estão pouco alterados, antes de ser conhecido o veredicto da DBRS sobre o rating de Portugal. Ainda que os analistas não prevejam qualquer alteração, o mercado vai seguir com atenção esta decisão, já que a canadiana é a única das quatro agências internacionais que mantém a dívida portuguesa num patamar de investimento, tornando-a elegível para o programa de compras do BCE.

A ‘yield’ associada às obrigações portuguesas a dez anos desce 0,5 pontos base para 3,205%, depois de ter atingido ontem o valor mais baixo desde 9 de Setembro. 

Na Alemanha, os juros das obrigações a dez anos estão inalterados em 0,004% e, em Espanha, descem 0,8 pontos para 1,097%.

 

Euro em mínimos de sete meses face ao dólar

A moeda única europeia está a negociar no valor mais baixo dos últimos sete meses face ao dólar, depois de o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, ter sinalizado esta quinta-feira que o programa de estímulos à economia não terá um fim "abrupto".

Em queda pela quarta sessão consecutiva, o euro desvaloriza 0,43% para 1,0882 dólares, o valor mais baixo desde o dia 10 de Março.

Petróleo cai pela segunda sessão

O petróleo está a negociar em queda pela segunda sessão consecutiva, numa altura em que o mercado avalia a probabilidade de um acordo efectivo para reduzir a produção, depois de a maior petrolífera russa ter dito que o país tem capacidade para um aumento significativo da oferta.

O West Texas Intermediate (WTI), negociado em Nova Iorque, desce 0,38% para 50,44 dólares, enquanto o Brent, transaccionado em Londres, cai 0,27% para 51,24 dólares.

Esta quinta-feira, Igor Sechin, CEO da Rosneft PJSC afirmou que a Rússia tem capacidade de aumentar a sua produção em quatro milhões de barris por dia, se houver procura. Os comentários do responsável surgem duas semanas depois de o presidente russo Vladimir Putin ter dado o seu apoio aos esforços da OPEP para reduzir a produção.
 

Ouro desce após BCE

O metal precioso está a desvalorizar pela segunda sessão consecutiva, depois de o BCE ter deixado inalterada a sua política monetária e não ter dado indicações concretas sobre o rumo do programa de estímulos à economia.

O ouro desce 0,16% para 1.263,69 dólares por onça, enquanto a prata cai 0,32% para 17,4810 dólares.

Nas três sessões anteriores, os preços do metal precioso subiram, devido à queda das expectativas sobre uma possível subida dos juros da Fed até ao final do ano. 




A sua opinião35
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

Joana Lima [Leitor não registado] 13:59
A descida do rating é oficial!

JOANINHA, DIZ ISSO COM UM ENFASE, QUE DAS DUAS UMA, OU A MENINA PODE SAFAR-SE ENTRE OS PINGOS DE CHUVA, OU É INCONSCIENTE!

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

OS APÓSTOLOS DO DIABO ESTÃO EM TRANSE.

ATÉ PARECE QUE SÃO ALEMÃES ESTES PSD.S.

MAIS LOGO FALAMOS!

Anónimo Há 2 semanas

OS APÓSTOLOS DO DIABO ESTÃO EM TRANSE.

ATÉ PARECE QUE SÃO ALEMÃES.
MAIS LOGO FALAMOS!

Anónimo Há 2 semanas

Joana Lima E OUTROS. [Leitor não registado] 13:59
A descida do rating é oficial!

ENA TANTOS MIGUEIS DE VASCONCELOS!

JÁ FIZERAM AS MALAS OU VÃO INSCREVER-SE NO PSD?

Anónimo Há 2 semanas

Joana Lima [Leitor não registado] 13:59
A descida do rating é oficial!

JOANINHA, DIZ ISSO COM UM ENFASE, QUE DAS DUAS UMA, OU A MENINA PODE SAFAR-SE ENTRE OS PINGOS DE CHUVA, OU É INCONSCIENTE!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub