Bolsa Acções mundiais em máximos, Nikkei supera os 20.000 pontos

Acções mundiais em máximos, Nikkei supera os 20.000 pontos

A suportar os ganhos recentes, de acordo com os analistas, estão dados divulgados ontem sobre a melhoria do sector industrial e da criação de emprego nos EUA, e no sector manufactureiro na União Europeia.
Acções mundiais em máximos, Nikkei supera os 20.000 pontos
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 02 de junho de 2017 às 08:27
Depois de novos recordes na sessão de ontem em Wall Street (nos índices S&P e Dow Jones), as acções mundiais tocaram um máximo histórico esta sexta-feira, enquanto os mercados asiáticos têm estado a ter a melhor sessão em dois anos.

O índice MSCI ACWI, que congrega as acções de 46 empresas mundiais, atingiu um máximo de sempre - chegou a subir 0,56% para 466,4 pontos. As acções mundiais já registam um ganho de 10% desde o início do ano.

Já o japonês Nikkei chegou a ganhar 1,91% para 20.177 pontos, a primeira vez que superou a barreira dos 20.000 pontos desde Agosto de 2015. Por outro lado, o índice MSCI Asia Pacific negoceia em máximos de dois anos.

A suportar os ganhos recentes, de acordo com os analistas, estão dados divulgados ontem sobre a melhoria do sector industrial e da criação de emprego nos EUA, e no sector manufactureiro na União Europeia.

Indicadores que dão força ao cenário de um novo aumento de juros nos Estados Unidos já na reunião de Junho da Reserva Federal norte-americana e fortalecem o dólar, afastando os investidores do refúgio da moeda japonesa, o iene. 

"Os investidores poderão estar à espera dos próximos dados sobre emprego [esta sexta-feira]. Ou a olhar para lá deste factor e focar-se na instabilidade política, no depoimento da próxima semana," afirmou à Reuters Kyosuke Suzuki, da Societe Generale, referindo-se ao depoimento no Senado do antigo director do FBI, James Comey, marcado para a próxima quinta-feira.

Comey foi afastado pelo presidente Donald Trump numa altura em que o FBI tem em curso uma investigação sobre possível conluio entre a campanha presidencial republicana e personalidades russas, tema que pode aumentar a instabilidade política nos EUA e perigar o ritmo das reformas económicas prometidas por Trump. 



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
VEM AI O CANGURU MILENUM BCP 02.06.2017


VOÇÊS FAÇAM COMO DIZ O NOSSO GRANDE AMIGO CRIADOR DE TOUROS COMPREM TUDO O QUE PUDEREM E VEJAM SÓ AS COTAÇÕES EM AGOSTO AI VÃO TER UMA BELA UMA SABOROSA RECOMPENSA POR TEREM AJUDADO PORTUGAL A SAIR DO LIXO

Pinto 02.06.2017

Parece que f@der o planeta é bom para a economia. Siga o circo.

Saber mais e Alertas
pub