Investidor Privado Ainda há tempo para apanhar o "bull market"?
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Ainda há tempo para apanhar o "bull market"?

As bolsas mundiais continuam sem mostrar sinais de exaustão. Perante um ambiente que se mantém favorável às acções, as avaliações começam a levantar algumas preocupações. Mas os analistas vêem oportunidades.
Ainda há tempo para apanhar o "bull market"?

As bolsas mundiais somam e seguem. De máximo em máximo, os principais índices continuam a prolongar o "bull market" que, nos EUA, leva já mais de oito anos. Mas ainda vale a pena fazer mira às acções mundiais? )

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião10
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas

Quem não investiu, tivesse investido. Já se sabe desde há muito que o factor trabalho tende a ser substituído pelo factor capital à medida que a inteligência artificial se desenvolve. O cérebro humano vale cada vez menos quando é usado única e exclusivamente para comandar os membros e nada mais do que isso. É como aquela história do pensar-se com o membro ou órgão de baixo e mais nada - vale pouco e leva a vidas de pouco valor. E mesmo para raciocínios mais complexos e menos braçais, a competição movida pelas máquinas será cada vez maior. Encarem a valorização imparável do mercado de acções como sendo o reflexo do fim da boçalidade, da mediocridade, da futilidade e da banalidade e a entrada noutro patamar da evolução civilizacional e humana. Muitos artistas ficaram desagradados, mas é a vida.

comentários mais recentes
Aqui há gato ? ! Há 2 semanas

Aqui há gato(?), em termos de votação de Comentários e tendo em conta o conteúdo dos mesmos e os padrões normais de votação.
Para provar que não há "chapelada" nas votações, convidam-se os votantes a descerem à estacada e defenderem a sua dama explicitando as razões (certamente interessantes e de utilidade para todos conhecer) que motivaram o seu voto.
Em nome do interesse geral, agradece-se antecipadamente o esforço de que Todos poderemos beneficiar.

Anónimo Há 2 semanas

Enquanto as associações sindicais de malfeitores, muito abundantes e populares em Portugal, não deixarem que se implemente a tecnologia disponível, a inteligência artificial desenvolvida por pessoas esforçadas, visionárias e talentosas, desde inovadores a investidores passando por empreendedores, nem por artes mágicas aparece. Repito, nem por artes mágicas! Esse é o problema subjacente à chamada crise. E acarreta custos enormes. Mas o mercado já nem se importa. É para avançar. E não é com a ajuda de banquetas. Essas só empatam e agravam o problema.

RE: Quem não investiu, tivesse investido Há 2 semanas

"Quem não investiu, tivesse investido"
"Já se sabe desde há muito que o factor trabalho tende a ser substituído pelo factor capital à medida que a inteligência artificial se desenvolve"
E a inteligência artificial desenvolve-se sem trabalho, a partir directamente do capital e por artes mágicas ?!!!
Convidam-se os supostos 14 Leitores que votaram no Comentário com as afirmaçõeso supra-transcritas a, no interesse geral, fundamentarem o sentido do seu voto confirmando que estamos perante um fórum transcendendo as verdades do senhor de La Palisse ou do seu homólogo o "Amigo Banana"

Anónimo Há 2 semanas

Só se não meteu a massa toda nos CTT - Correios e Telégrafos de Tugal.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub