Bolsa Altri e Pharol dão sétima sessão de ganhos ao PSI-20

Altri e Pharol dão sétima sessão de ganhos ao PSI-20

Há sete dias que o principal índice da bolsa de Lisboa não sai de terreno positivo. Altri e Pharol foram determinantes para a valorização do PSI-20 esta sexta-feira.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 29 de setembro de 2017 às 16:45

Há sete sessões em alta. O principal índice bolsista nacional terminou a sessão desta sexta-feira, 29 de Setembro, em alta – pelo sétimo dia. Com 15 cotadas em alta, duas em queda e uma inalterada, o PSI-20 subiu 0,63% para 5.409,58 pontos – tendo tocado já em máximos de Dezembro de 2015. No conjunto da semana, o índice cresceu 1,87%, um ganho inferior ao da semana anterior.

Entre as restantes praças europeias, o sentimento é também de valorização. O Stoxx 600, índice de referência, subiu menos de 0,5%, e acumula um ganho semanal superior a 1%, inferior ao da semana passada.


A marcar o dia nos mercados no Velho Continente está que o índice de preços no consumidor na Zona Euro aumentou 1,5% em Setembro, igualando a taxa de inflação registada em Agosto. Os economistas contavam com uma aceleração da inflação, para 1,6%. Esta estagnação retira pressão sobre o Banco Central Europeu para retirar o programa de compra de activos, já que a apesar da recuperação nos últimos meses, a inflação persiste abaixo da meta do banco central, que tem como objectivo uma inflação de 2%.

Ainda na Zona Euro foi revelado que a taxa de desemprego na Alemanha recuou para o valor mais baixo de sempre. Por cá, o INE revelou que a taxa de desemprego portuguesa, em Julho, foi revista em baixa para 8,9%, o mesmo valor estimado agora pelo INE para Agosto. Significa que está em mínimos desde Novembro de 2008.


Na bolsa de Lisboa, destaque para as acções da Altri e da Pharol. A Altri avançou 3,91% para 4,468 euros. A Semapa subiu 2,34% para 16,21 euros e a Navigator apreciou 0,76% para 4,124 euros - tendo chegado a negociar nos 4,125 euros, o valor mais elevado desde Maio de 2015.

A casa de investimento espanhola JB Capital Markets iniciou a cobertura de cinco cotadas portuguesas do sector industrial – F. Ramada, Altri, Semapa, Navigator e Corticeira Amorim – que considera os grandes destaques da última década.

Entre este rol de cotadas, as preferidas da JB Capital Markets são a F. Ramada e a Altri, as únicas com recomendação de "comprar" por parte dos espanhóis. À Altri, os analistas atribuem um preço-alvo de 5,40 euros.

A Pharol disparou 4,18% para 37,4 cêntimos.

A Nos subiu 0,52% para 5,24 euros.


No retalho, a Jerónimo Martins avançou 0,97% para 16,69 euros e a Sonae ganhou 1,49% para 1,021 euros.

Na energia, não se verificou uma tendência definida. A EDP Renováveis ganhou 0,56% para 7,20 euros e a REN ganhou 0,55% para 2,754 euros. Por outro lado, a EDP desceu 0,13% para 3,185 euros e a Galp recuou 0,60% para 14,995 euros, isto numa altura em que os preços do petróleo estão sem uma tendência definida nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, ganha 0,03% para 57,43 dólares.


A Mota-Engil subiu 2,39% para os 3,172 euros, tendo negociado esta sexta-feira nos 3,178 euros, o valor mais elevado desde Abril de 2015.

O BCP subiu 0,53% para 24,53 cêntimos.

  

(Notícia actualizada às 16:58)