Bolsa Ameaças da Coreia do Norte levam bolsas para queda, Lisboa acompanha

Ameaças da Coreia do Norte levam bolsas para queda, Lisboa acompanha

As novas promessas de represália de Pyongyang, que ameaça detonar uma bomba H no Pacífico, exacerbam a tensão geopolítica e dão continuidade no Velho Continente às quedas bolsistas na Ásia. A praça portuguesa não escapa às perdas.
A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes 22 de setembro de 2017 às 08:02
Os principais índices europeus de acções abriram as negociações desta sexta-feira, 22 de Setembro, com perdas, perante novos sinais de tensão geopolítica, com o regime norte-coreano a ameaçar lançar uma bomba de hidrogénio sobre o Oceano Pacífico em reacção às declarações de Donald Trump na ONU e a sanções reforçadas dos EUA para tentar travar o programa nuclear norte-americano.

Lisboa não escapa às descidas e o PSI-20 recua 0,13% para 5.299,01 pontos, com 10 cotadas em queda, cinco em alta e três inalteradas.

O universo EDP, a Galp e o BCP estão do lado das quedas. O banco liderado por Nuno Amado cai 0,35% para 0,2302 euros no dia em que o Negócios noticia que a instituição está a contestar o Novo Banco de forma a evitar processos de investidores relacionados com o último aumento de capital, cujo prospecto não admitia a possibilidade dos custos a suportar pelo BCP com a resolução do BES poderem quase duplicar.

A EDP cai 0,47% para 3,21 euros e a Renováveis cede 0,07% para 7,194 euros, um dia depois da REN anunciar a conclusão da compra da EDP Gás, num negócio de 532 milhões de euros. Os títulos da REN estão inalterados nos 2,748 euros.

A contrariar as quedas estão os papéis da Pharol, que ganham 2,02% para 0,353 euros. Na sessão de quinta-feira tinham fechado a subir mais de 5%, no dia em que a revista brasileira Exame dava conta do interesse da China Mobile no negócio móvel da operadora Oi, de que a Pharol é accionista de referência.

Ibersol, Corticeira Amorim e CTT acompanham as valorizações. A empresa postal soma ligeiros 0,02% para 5,097 euros, um dia depois de a Anacom ter obrigado à descida dos preços do serviço universal e de o Governo ter aprovado as notificações electrónicas a advogados e defensores oficiosos no âmbito de processos penais que reduzirá 1,7 milhões de euros em encargos com correspondência física, o que deverá ter impacto no negócio dos CTT.

A marcar a sessão deverão estar indicadores da performance da economia europeia, com o índice dos gestores de compras (PMI) da Zona Euro e dados do PIB do segundo trimestre em França. 

Paris é a única excepção às quedas na Europa, onde as acções da L'Oreal já estiveram a ganhar mais de 6% perante especulação sobre mudanças accionistas da empresa depois da morte, ontem, da herdeira Liliane Bettencourt .

A primeira-ministra britânica, Theresa May, fará hoje uma declaração sobre a sua estratégia para o Brexit e esta é a última sessão bolsista antes das eleições gerais na Alemanha, em que a actual chanceler Angela Merkel é favorita à reeleição para um quarto mandato

Por cá são divulgados os dados das contas nacionais trimestrais, onde está incluído o valor do défice no primeiro semestre. 

(notícia actualizada às 8:27 com mais informação)



A sua opinião22
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado A Pharol sobe... Há 4 semanas

...o BANIF subiu 42% na véspera de ser suspensa a cotação. Nunca mais voltou a ser negociado. As ações hoje vale zero.

Percebam por favor o que se está a passar! Alguem dizer que está interessado na Oi não é, obrigatoriamente, bom. Um novo acionista só entra numa empresa em dificuldades (em pré-falência) com condições leoninas o que vai massacrar os atuais acionistas.

Acham que uma empresa em PRÉ-FALÊNCIA, com receitas a cair todos os anos e com uma divida monstruosa vale muito? Usem a cabeça! Não sejam ingénuos. Já temos lesados que cheguem neste país.

comentários mais recentes
hoje só mesmo os shorts é que vendem Há 4 semanas


hoje só mesmo os IDIOTAS e PARVOS dos shorts é que estão a vender BCP a este preço ridiculo os LUCROS já TRIPLICARAM em relação ao 1º TRIMESTRE os RATINGS do BCP e de PORTUGAL não vão parar de subir SÓ não ganha $$$$$ quem é ESTUPIDIFICADO

hoje o BCP vai fechar acima de 0.25 Há 4 semanas


vem ai uma super e FRESQUINHA noticia para o MILENIUM BCP

Anónimo Há 4 semanas

O BCP está com jeitos de se estar a preparar para disparar upa upa, ai está, está !!!!!.....Está com ganas !!!!!!...Quer engolir os shorts todos !!!!!!!!!!Sauam da frente !!!!!!!!....

Anónimo Há 4 semanas

paneleiron cagallon socialista deficiente...LOL...massa bruta ranhoso és pior que os piores pior que tu online não há fazes campanha pelo ps pior é difícil...LOL

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub