Research Analistas consideram que resultados da Galp estão em linha com as expectativas

Analistas consideram que resultados da Galp estão em linha com as expectativas

A quebra de 26% para 361 milhões de euros dos lucros da Galp Energia nos primeiros nove meses deste ano ficou em linha com aquilo que o CaixaBI, o Haitong e o BPI antecipavam.
Analistas consideram que resultados da Galp estão em linha com as expectativas
Sara Matos
David Santiago 28 de Outubro de 2016 às 10:52
A Galp Energia "registou um conjunto de resultados em linha com as expectativas", salienta a unidade de investimento da Caixa Geral de Depósitos, o CaixaBI, numa análise de "research" divulgada esta sexta-feira, 28 de Outubro, já depois de a petrolífera ter revelado, ao início desta manhã, os resultados referentes aos primeiros nove meses do ano. 
 
Entre Janeiro e Setembro deste ano, a Galp obteve um lucro de 361 milhões de euros, o que representou uma quebra de 26% relativamente ao resultado líquido de 490 milhões de euros registado no período homólogo. Já o EBITDA da petrolífera foi de 1.015 milhões de euros no período considerado, menos do que os 1.229 milhões de euros alcançados entre Janeiro e Setembro do ano passado.
 
Se o "resultado líquido ficou acima" das estimativas do CaixaBI e "em linha com o consenso", o EBITDA "saiu ligeiramente abaixo" das expectativas da unidade de investimento da CGD. Em conclusão, o CaixaBI considera que os "resultados em linha com as expectativas suportados por uma performance mais positiva de refinação".
 
Já o Haitong considera que os números hoje divulgados pela Galp Energia são "sólidos" e "em grande medida em linha" com aquilo que esta casa de investimento previa. Ainda assim o Haitong nota que o EBITDA aumentou 14% numa base trimestral (de 337 milhões de euros entre Abril e Junho para 384 milhões de euros no terceiro trimestre), "superando as nossas estimativas em 3%". 
 
Antecipando a "conference call" que a Galp realizará na manhã desta terça-feira a partir das 11:30 em Lisboa, irá centrar-se nos planos da empresa para os mercados do Brasil e Moçambique.
 
Por fim, a unidade investimento do BPI refere que o EBITDA da Galp superou em 3% as estimativas da instituição liderada por Fernando Ulrich, superando também em 3% o "consenso" resultante das expectativas dos analistas. No entanto, o BPI considera que no essencial os resultados corresponderam às expectativas e que alguns "desvios" não terão um impacto significativo nos resultados finais tendo em conta a "volatilidade e sazonalidade" dos mesmos.
 
Estas duas casas de investimento decidiram reiterar a recomendação sobre as acções da Galp Energia, em "acumular" (CaixaBI) e "neutral" (Haitong). Também o preço-alvo atribuído aos títulos foi mantido. O CaixaBI manteve o preço-alvo nos 12,40 euros e o Haitong nos 12 euros, o que tendo em conta a cotação de 12,47 euros dos títulos da petrolífera na sessão bolsista desta sexta-feira confere um potencial de desvalorização de 0,56% e de 3,77%, respectivamente.
 
Também o BPI decidiu manter inalterada quer a recomendação ("neutral") quer o preço-alvo da petrolífera em 14,45 euros, o que atribui um potencial de valorização face à actual cotação de 12,47 euros de 15,88%.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
5640533 Há 4 dias

A Caixa BI prévia redução dos lucros em 43%. Não foi o que aconteceu e agora não pode dizer que as suas e pectativas estavam certas.

pub
pub
pub
pub