Câmbios Analistas da Bitcoin competem pela previsão mais elevada

Analistas da Bitcoin competem pela previsão mais elevada

A bitcoin está a ter um grande sucesso este ano, mais do que triplicando de valor, superando a marca de 4.000 dólares e atingindo o recorde de 4.477 dólares na semana passada.
Analistas da Bitcoin competem pela previsão mais elevada
Bloomberg 22 de agosto de 2017 às 15:34

Nem mesmo os cépticos conseguem evitar a bitcoin. Aparentemente, todos estão actualmente a elaborar uma projecção de preços, e alguns dos maiores bancos, incluindo o Goldman Sachs, entraram na corrida, enquanto especuladores e investidores de longo prazo também estão a fazer as suas apostas.

 

O consenso é que a maior moeda criptografada enfrentará alguma resistência perto do intervalo entre 4.500 e 4.800 dólares e uma correcção, e que depois continuará a subir. Até quanto? Paul Veradittakit, da Pantera Capital Management, Tom Lee, da Fundtrat Global Advisors, e John Spallanzani, da GFI Group, prevêem que a moeda chegará aos 6.000 dólares até ao final do ano e Ronnie Moas, da Standpoint Research, afirma que o bitcoin vai atingir 7.500 dólares em 2018.

 

A bitcoin teve um grande sucesso este ano, mais do que triplicando de valor, superando a marca de 4.000 dólares e atingindo o recorde de 4.477 dólares na semana passada. Desde então, a moeda recuou cerca de 7% em relação ao máximo, porque os investidores recolheram mais-valias e questionaram se o rally não estava a ir longe demais. A crescente adopção e o interesse dos investidores institucionais, o acordo em relação ao mecanismo para acelerar as transacções e as medidas regulatórias que ajudarão o activo a ampliar o seu alcance são alguns dos motivos que explicam os ganhos.

 

"Estamos numa posição muito saudável agora", disse Veradittakit, vice-presidente da Pantera Capital, que investe em bitcoins desde 2014. "Há muito interesse dos traders e das principais firmas financeiras na ascensão de todas essas novas moedas criptografadas, mas quando eles se expuserem pela primeira vez nesse segmento, será com a bitcoin. É a moeda com maior liquidez e marca."

 

Veradittakit afirma que a bitcoin ficará próximo dos níveis actuais e subirá mais quando a sua tecnologia básica for actualizada, em Novembro. Nessa altura, o tamanho do blockchain da bitcoin deverá duplicar para dois megabytes, ampliando a velocidade da transacção. O analista é encorajado também pelas informações das bolsas locais nas quais a Pantera investe, que apontam que as transacções transfronteiriças estão a aumentar.

 

Mas o caminho futuro pode ser difícil. Sheba Jafari, analista técnica do Goldman Sachs, escreveu em nota a clientes a 13 de agosto onde alerta que a bitcoin poderia perder cerca de 40% do seu valor após alcançar 4.827 dólares. Numa outra nota, analistas do Goldman Sachs afirmaram que o mercado está a ficar suficientemente grande, com mais de 100 mil milhões de dólares em capitalização de mercado, para merecer atenção.

 

Moas, da Standpoint Research, afirmou num relatório de 14 de Agosto que a bitcoin poderia chegar a 50.000 dólares em 2027 porque, estima, o número de utilizadores da moeda criptografada subirá dos 10 milhões actuais para 100 milhões nos próximos anos.

 

"Para mim, é como se estivéssemos no mesmo ponto da curva de adopção que estávamos em 1995" com a internet, escreveu Moas. "A moeda criptografada será aceite de forma mais ampla a cada dia que passa."

 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub