Bolsa Apple dispara 6% e leva Dow Jones a superar uma nova marca: os 22 mil pontos

Apple dispara 6% e leva Dow Jones a superar uma nova marca: os 22 mil pontos

O índice industrial Dow Jones está a ser impulsionado pela forte subida da Apple após os resultados. Os títulos da fabricante do iPhone disparam 6%.
Apple dispara 6% e leva Dow Jones a superar uma nova marca: os 22 mil pontos
Reuters
Rita Faria 02 de agosto de 2017 às 14:35

O índice industrial Dow Jones superou esta quarta-feira, 2 de Agosto, uma nova marca histórica, os 22 mil pontos, impulsionado pela forte subida das acções da Apple. Nesta altura, o Dow Jones ganha 0,18% para 22.003,40 pontos. 

 

Entre os restantes índices a tendência é igualmente positiva, com o tecnológico Nasdaq a ganhar 0,42% para 6.389,44 pontos e o S&P500 a valorizar 0,06% para 2.477,84 pontos. 

 

A Apple dispara 6,02% para 158,94 dólares, depois de ter anunciado ontem que o seu volume de negócios aumentou 7,2% no trimestre fiscal terminado a 1 de Julho para 45,4 mil milhões de dólares, um valor acima das estimativas do consenso de mercado, que apontavam para 44,9 mil milhões de dólares.

 

O lucro por acção ascendeu a 1,67 dólares, um resultado que também superou as projecções dos analistas.

 

O Dow Jones já sobe 11% em 2017, mesmo com Wall Street a perder a confiança na capacidade de Donald Trump para implementar a sua agenda pró-crescimento, que incluía o aumento dos gastos em infra-estruturas e a redução de impostos.  

 

Este índice atingiu os 20 mil pontos em Janeiro e superou os 21 mil pouco tempo depois, a 1 de Maço, impulsionado pela subida do Goldman Sachs e do JPMorgan.

 

"Os investidores estão completamente imunes a todo o drama que está a decorrer em Washington, porque se olharmos para a evolução do Dow parece que está tudo óptimo", comenta Naem Aslam, analista do Think Markets UK, citado pela Reuters.

 

Dois terços das empresas do S&P500 já apresentaram as suas contas trimestrais, sendo que 72% superou as expectativas de Wall Street, acima dos habituais 64% (em média).

 

Antes da abertura do mercado foi ainda revelado que os empregadores privados nos Estados Unidos criaram 178 mil postos de trabalho em Julho, abaixo do esperado pelos economistas consultados pela Reuters, que apontavam para 185 mil. Na sexta-feira serão conhecidos os dados do desemprego. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado MASSA BRUTA Há 2 semanas

SEMPRE OUVI DIZER QUANTO MAIOR É A SUBIDA, MAIOR É A QUEDA
BOLSA AMERICANA "DOW JONES" A SUBIR 20% DE A UM ANO PARA CÁ...
E NÃO PARA DE SUBIR
COM A DIVIDA AMERICANA A NIVEIS COMO NUNCA ESTEVE...
QUANDO A BOLHA ESTOIRAR, IRÁ SER UM DEUS QUE NOS AJUDA....
ALGUNS ESPECIALISTAS JA ADVERTIRAM, QUE IRÁ SER PIOR QUE EM ALGUMAS CRISES...

comentários mais recentes
OLHA O MASSINHAS Há 2 semanas

ENTÃO ó MASSINHAS ouvi dizer que TU PEGAS de EMPURRÃO eu cá acredito e olha que rima com a tu a tua ETERNA CORREÇÂO

MASSA BRUTA Há 2 semanas

SEMPRE OUVI DIZER QUANTO MAIOR É A SUBIDA, MAIOR É A QUEDA
BOLSA AMERICANA "DOW JONES" A SUBIR 20% DE A UM ANO PARA CÁ...
E NÃO PARA DE SUBIR
COM A DIVIDA AMERICANA A NIVEIS COMO NUNCA ESTEVE...
QUANDO A BOLHA ESTOIRAR, IRÁ SER UM DEUS QUE NOS AJUDA....
ALGUNS ESPECIALISTAS JA ADVERTIRAM, QUE IRÁ SER PIOR QUE EM ALGUMAS CRISES...

pub