Investidor Privado As cinco empresas eleitas pelos gestores
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

As cinco empresas eleitas pelos gestores

2018 deverá ser um bom ano para as empresas mais expostas à economia doméstica. Banca e retalho lideram a preferência, num ano que poderá ser marcado por uma maior selectividade no investimento em bolsa.
As cinco empresas eleitas pelos gestores
Bruno Simão/Negócios
Patrícia Abreu 02 de janeiro de 2018 às 10:30

BCP com margem para valorizar em 2018
O sector financeiro é uma das grandes apostas dos gestores para o novo ano. Depois de ter acelerado perto de 47% nos últimos 12 meses, o BCP, o único banco cotado no PSI-20,)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Rendibilidades último ano, 3 e 5 anos Há 2 semanas

Muitos investidores consideram o controlo do grau de alavancagem de uma carteira (o chamado “Money Management”), o fator mais condicionante do sucesso em Bolsa.
O grau ótimo é função do ratio de previsões: Rendibilidade/volatilidade.
É assim importante procurar o máximo de realismo nas expectativas, evitando-se situações penalizantes de sub ou sobre otimismo.
Para tal não deixa de ser útil, por exemplo, tomar conhecimento das rendibilidades médias anuais respetivamente no último ano, 3 e 5 anos ( ponderadas pelos valores de carteira em Novembro último) obtidas pelas 6 maiores gestoras de fundos de investimento nacionais:
1-Caixagest : 3.1% ; 2.7% ; 2%
2-BPI: 2.2% ;1% ; 1.5%
3-Santander: 3% ;1.3% ;1.1%
4-IM G.A. : 2.3% ;1.4% ; 2.3%
5-Novo Banco: 7.9% ;2.4% ; 3.1%
6-Montepio: 5.6% ;2.9% ; 3.8%
ATENÇÃO:
1) Resultados passados NUNCA garantem resultados futuros, mas poderão vir a ter com eles alguma correlação;
2) Antes de qualquer possível utilização, valores deverão ser confirmados.

comentários mais recentes
Rendibilidades 1, 3, 5 anos, por tipo fundo nacion Há 2 semanas

1-Tipo de fundo
2-% deste tipo de fundo no total de fundos
3-Rendibilidade último ano
4-Rendibilidade média 3 últimos anos
5- Rendibilidade média 5 últimos anos
Fundos de Curto Prazo Euro (23,5%)--0,06/0,07/0,16
F. Multi-Activos Defensivos (20,5%)--2,7/1,2/1
Fundos PPR (18,2%)--2,1/1,1/2,1
F. Obrigações Taxa Indexada Euro (7,5%)--1,2/1,2/2,3
Fundos de Obrigações Euro (4,3%)--2,4/1,5/2,1
Fundos Flexíveis (4,2%)--4,2/0,7/0,7
Outros F. Acções Internacionais (3,9%)--9,7/8,9/1,7
Outros FIA (3,6%)--5,8/7,1/6,3
F. Multi-Activos Equilibrados (3,4%)--6/2,2/2,1
FIA de Curto Prazo (2,8%)--0/0,1/0,5
FIA Monetário Curto Prazo (2,5%)--0/0/0,3
F. Acções da U.E., Suíça e Noruega (2,3%)--9,8/4,9/6
Fundos de Acções Nacionais (1,7%)--24,3/6,8/6,8
F. Acções da América do Norte (1,6%)--9,7/11,1/14
Fundos de Obrigações Internacional (1,5%)--3,6/4,1/2,8
F. Mercado Monetário Euro (0,9%)--0/0,2/0,6
F. Multi-Activos Agressivos (0,6%)--10,3/4,5/5,8
Fundos c/ Protecção Capital (0,6%)--1,2/-2,6/0

Rendibilidades último ano, 3 e 5 anos Há 2 semanas

Muitos investidores consideram o controlo do grau de alavancagem de uma carteira (o chamado “Money Management”), o fator mais condicionante do sucesso em Bolsa.
O grau ótimo é função do ratio de previsões: Rendibilidade/volatilidade.
É assim importante procurar o máximo de realismo nas expectativas, evitando-se situações penalizantes de sub ou sobre otimismo.
Para tal não deixa de ser útil, por exemplo, tomar conhecimento das rendibilidades médias anuais respetivamente no último ano, 3 e 5 anos ( ponderadas pelos valores de carteira em Novembro último) obtidas pelas 6 maiores gestoras de fundos de investimento nacionais:
1-Caixagest : 3.1% ; 2.7% ; 2%
2-BPI: 2.2% ;1% ; 1.5%
3-Santander: 3% ;1.3% ;1.1%
4-IM G.A. : 2.3% ;1.4% ; 2.3%
5-Novo Banco: 7.9% ;2.4% ; 3.1%
6-Montepio: 5.6% ;2.9% ; 3.8%
ATENÇÃO:
1) Resultados passados NUNCA garantem resultados futuros, mas poderão vir a ter com eles alguma correlação;
2) Antes de qualquer possível utilização, valores deverão ser confirmados.

Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub