Câmbios Ataque de hackers não é a única maneira de roubar criptomoedas

Ataque de hackers não é a única maneira de roubar criptomoedas

Hackers, violações de dados e fraudes não são as únicas ameaças à riqueza de um indivíduo. Há um cruzamento cada vez mais comum entre crimes cibernéticos e violentos.
Ataque de hackers não é a única maneira de roubar criptomoedas
Reuters
Bloomberg 16 de dezembro de 2017 às 20:00
Não é preciso sofrer um ataque informático para perder criptomoedas para os ladrões.

Um homem não identificado, morador em Nova Iorque, descobriu isso da pior maneira, quando um seu conhecido alegadamente entrou no seu apartamento e se apossou da sua carteira digital, que continha 1,8 milhões de dólares (1,52 milhões de euros à cotação actual) na moeda virtual ether, depois de outro homem lhe ter roubado as chaves com uma arma.

O procurador federal de Manhattan, Cyrus Vance Jr., disse que este género de crime se tornará mais frequente com o aumento do valor das criptomoedas. O ether, que é a segunda maior moeda digital, atingiu valores historicamente elevados recentemente, na altura em que disparou o preço da bitcoin.

"Hackers, violações de dados e fraudes não são as únicas ameaças à riqueza de um indivíduo", disse Vance em comunicado. "Este caso demonstra o cruzamento cada vez mais comum entre crimes cibernéticos e violentos."

O conhecido, identificado como Loius Meza, de 35 anos, de Passaic, Nova Jérsia, EUA, é acusado de arrombamento, roubo e sequestro e pode vir a cumprir até 25 anos de prisão se for condenado pelos delitos mais graves. Meza declarou-se inocente em tribunal, na terça-feira passada.

O assalto ocorreu a 4 de Novembro, depois de os dois homens se terem encontrado e a vítima ter aceitado uma boleia para casa numa carrinha, segundo as autoridades judiciais. Outra pessoa que estava escondida na carrinha - que não foi presa - apareceu e puxou de uma arma, exigindo o telemóvel, a carteira e as chaves da vítima.

As câmaras de segurança do edifício residencial captaram Meza a sair com uma caixa que, acredita-se, continha a carteira digital. E os registos mostram que, depois, ele transferiu o ether para sua conta pessoal, afirmam as autoridades.



Saber mais e Alertas
pub