Research Aumento do salário mínimo vai pressionar custos das retalhistas

Aumento do salário mínimo vai pressionar custos das retalhistas

O BPI diz que o impacto na rentabilidade das empresas de retalho em Portugal vai ser limitado.
Aumento do salário mínimo vai pressionar custos das retalhistas
Paulo Duarte
Nuno Carregueiro 23 de dezembro de 2016 às 10:39

O aumento do salário mínimo em Portugal vai "colocar alguma pressão na base de custos das empresas do sector do retalho", referem os analistas do BPI em reacção ao acordo ontem alcançado entre Governo e patrões.

 

O Governo chegou a um "acordo de princípio" com as confederações patronais e a UGT para um aumento do salário mínimo em 5%, para 557 euros, já a partir de 1 de Janeiro, altura em que também será aplicada uma redução de 1,25 pontos percentuais na taxa social única (TSU).

 

Na nota diária que envia a clientes, a unidade de "research" do BPI diz que apesar de assumir que as retalhistas em Portugal pagam ordenados entre 15 a 20% acima do salário mínimo, este valor continua a servir de referência para definir uma grande parte dos custos com pessoal.

  

"Esperamos que as empresas continuem a ajustar os salários com base na produtividade e que baixem o diferencial entre os ordenados que pagam e o salário mínimo, demorando por isso mais do que quatro anos a aplicar o aumento de 95 euros nos salários dos seus trabalhadores", refere o BPI.

 

Apesar de constar no programa do Governo, o aumento do salário mínimo para 600 euros em 2019 não consta do acordo alcançado na quinta-feira.

Esta pressão na base de custos das retalhistas "será mais relevante na Sonae, uma vez que a actividade em Portugal representa 90% das receitas da empresa", refere o BPI, que atribui apenas um peso de 8% à avaliação da Jerónimo Martins.

 

Apesar de estimar esta pressão nos custos, o BPI espera que o aumento do salário mínimo tenha um "impacto limitado em termos de rentabilidade" no sector. Por outro lado, a subida do salário mínimo bem acima da inflação, terá um impacto positivo no rendimento disponível, refere a mesma fonte.

 

As acções da Sonae SGPS caem 0,23% para 0,872 euros e os títulos da Jerónimo Martins sobem 0,28% para 14,52 euros.



A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 23.12.2016


Ladrões PS - PCP - BE - FP - CGA - - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiro com os subsídios às pensões douradas da CGA.


As pensões douradas da CGA são SUBSIDIADAS em 500€, 1000€, 1500€ e mais… POR MÊS.

ESTAS PENSÕES SIM, DEVEM TER CORTES IMEDIATOS.


comentários mais recentes
Anónimo 23.12.2016

OH "CAMARADA"
FAZ UM ESFORÇO LOUVÁVEL, MAS ESTA DO ROUBO, JÁ NÃO PEGA!
AINDA NÃO PERCEBEU?
É CLARO, QUE PODE SEMPRE INSISTIR, ATÉ O DIABO O OUVIR.


PS – PCP – BE –FP -CGA
ROUBAM CASA
ROUBAM CARRO
ROUBAM BICICLETA
ROUBAM MULHER
ROUBAM CAPLANA
ROUBAM RÁDIO COM ESCULTADOR
ROUBAM SPORTÊ
ROUBAM BENFIQUÊ
ROUBAM TUDO!

PSD/CDS NÃO ROUBAM NADA, MAS VÃO Á RABADILHA DE NÓS QUANDO ESTÃO NO GOVERNO!

PARA QUEM GOSTA É MUITO BOÉ!

Anónimo 23.12.2016

Sim, porque lá fora. os retalhista vendem ao mesmo preço que cá ou mais barato. E os ordenados mininmos sao quase 1000€

Anónimo 23.12.2016


Ladrões PS - PCP - BE - FP - CGA - - ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO


Novas pensões mínimas serão sujeitas a prova de rendimento...

para se gastar mais dinheiro com os subsídios às pensões douradas da CGA.


As pensões douradas da CGA são SUBSIDIADAS em 500€, 1000€, 1500€ e mais… POR MÊS.

ESTAS PENSÕES SIM, DEVEM TER CORTES IMEDIATOS.


Francisco 23.12.2016

Para a SONAE? O miserável aumento vai dar muito mais lucro à SONAE porque os pobres vão poder comprar a embalagem de 250 g de fiambre em vez da de 125. Só dará para uma por mês, mas mesmo assim... O acordo devia incluir retirar 27 euros a todos os salários acima dos 1027 euros. As empresas ganhavam

pub