Crédito Avaliação bancária das casas aumenta 4,5% em 2017

Avaliação bancária das casas aumenta 4,5% em 2017

A avaliação bancária atingiu, em Dezembro, o valor mais alto desde Maio de 2011, mês marcado pela chegada da troika. Cada metro quadrado valia 1.150 euros, em Dezembro do ano passado, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).
Avaliação bancária das casas aumenta 4,5% em 2017
Miguel Baltazar
Raquel Godinho 25 de janeiro de 2018 às 11:52

Este valor representa um aumento de seis euros face ao mês anterior e de 50 euros face ao período homólogo. No acumulado, os preços das casas aumentaram 4,5% no ano passado.


"O valor médio de avaliação bancária subiu para 1.150 euros por metro quadrado (euros/m2 ) em Dezembro, seis euros superior ao observado em Novembro. Este valor representa um aumento de 0,5% em relação ao registado no mês precedente e de 4,5% face ao mesmo mês do ano anterior", revela o INE.


Trata-se do valor mais elevado desde Maio de 2011, mês da chegada da troika, o que revela que os preços das casas, a nível nacional, já anularam as quedas registadas durante a crise financeira.


"Em relação ao mês anterior, o valor médio de avaliação para apartamentos e moradias aumentou seis e três euros, respectivamente, fixando-se nos 1.200 e 1.067 euros/m2 , pela mesma ordem", sublinha o INE.


A nível regional, as maiores subidas para o conjunto da habitação registaram-se no Norte (1,1%) e Alentejo (1,0%) e a única descida verificou-se na Região Autónoma dos Açores (- 0,9%).


Em comparação com o mesmo período do ano anterior, as avaliações bancárias de apartamentos e de moradias aumentaram 5,0% (para 1.200 euros por metro quadrado) e 4,0% (para 1.067 euros por metro quadrado), respectivamente. A maior subida homóloga, para o conjunto das regiões, verificou-se no Algarve (8,8%).


O valor médio da avaliação para apartamentos T2 situou-se em 1.199 euros/m2 , mais dois euros do que no mês anterior. Para os apartamentos T3, outra das tipologias mais avaliadas, observou-se uma subida de 11 euros, tendo o valor médio subido para os 1.139 euros/m2 .


"De acordo com o Índice do valor médio de avaliação bancária, em Dezembro, o Algarve, a Área Metropolitana de Lisboa, a Região Autónoma da Madeira e o Alentejo Litoral apresentaram valores de avaliação superiores à média nacional. Os valores no Algarve e na Área Metropolitana de Lisboa foram, respectivamente, 26% e 21% superiores ao registado para o País. A região das Beiras e Serra da Estrela foi aquela que apresentou o valor mais baixo em relação à média nacional (-32%)", conclui o INE.




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Star 01.03.2018

What a joy to find soeonme else who thinks this way.

MALDITO DIOGO PANE .... perdão CAVALEIRO 25.01.2018

QUE ONTEM ao INVENTAR aquela NOTICIA MALUCA sobre o MILENIUM BCP tirou - lhe a ENERGIA senhor diogo PAN ..... perdão CACALGADURA agora deveria FICAR de DIARREIA pelo menos ATÉ á PASCOA

pub