Crédito Avaliação bancária das casas sobe pelo terceiro mês para máximos de 2011

Avaliação bancária das casas sobe pelo terceiro mês para máximos de 2011

O valor médio de avaliação bancária aumentou 0,1%, em Junho, permanecendo em máximos de Julho de 2011.
Avaliação bancária das casas sobe pelo terceiro mês para máximos de 2011
Bruno Simão
Patrícia Abreu 27 de julho de 2017 às 11:34

O valor a que os bancos avaliam as casas no âmbito da concessão de crédito à habitação voltou a aumentar, em Junho. À semelhança do mês anterior, o valor médio de avaliação bancária por metro quadrado aumentou um euro, fixando-se em 1.112 euros, avançou o Instituto Nacional de Estatística (INE).


Esta trata-se da terceira subida mensal, com o indicador a renovar máximos de Julho de 2011. "Esta subida foi determinada pelo aumento de 0,6% do valor da avaliação bancária das moradias (0,5% no mês anterior)", enquanto "o valor dos apartamentos registou uma descida de 0,3%", acrescenta o INE.


Por regiões, as maiores subidas registaram-se no Norte, com a avaliação a subir 0,5%, e no Algarve, com um aumento de 0,4%. Já a maior descida verificou-se na Região Autónoma da Madeira (-1,1%).


Em termos homólogos, o valor médio de avaliação no total do país registou um crescimento de 4,4% no último mês, enquanto em Maio tinha avançado 4,8% face ao mesmo mês do ano passado, detalha o INE.


Por tipologia de habitação, o valor médio de avaliação bancária dos apartamentos para o total do País situou-se em 1.158 euros por metro quadrado , menos três euros que em Maio. Já as moradias viram o valor médio de avaliação bancária subir seis euros, face a Maio, para 1.035 euros por metro quadrado.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub
pub
pub
pub