Mercados Banco CTT: "Vamos manter o posicionamento de comissões zero"

Banco CTT: "Vamos manter o posicionamento de comissões zero"

O banco não cobra comissão de crédito nem anuidades dos cartões. Uma estratégia que será para manter.
Banco CTT: "Vamos manter o posicionamento de comissões zero"
Raquel Godinho 27 de julho de 2017 às 07:07

O Banco CTT tem desenvolvido a sua oferta comercial com base numa estratégia de comissões zero. E pretende manter esse posicionamento, numa altura em que a grande maioria das instituições financeiras tem vindo a agravar os encargos cobrados aos clientes, adiantou Luís Pereira Coutinho, presidente do Banco CTT, em declarações ao Negócios.

O Banco CTT não cobra comissão de manutenção de conta nem cobra anuidade do cartão de débito e de crédito. Além disso, disponibiliza a conta base e a conta de serviços mínimos bancários de forma gratuita.

"Vamos manter este posicionamento de comissões zero", explica Luís Pereira Coutinho, quando questionado sobre os aumentos sucessivos dos encargos anunciados pelas restantes instituições financeiras.

"Temos um banco montado em cima de uma rede que já existe, o que nos permite ter custos operacionais mais baixos e, portanto, um posicionamento competitivo. Uma estratégia de comissões zero faz parte da proposta de valor", conclui Luís Pereira Coutinho.

 




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado ggov Há 3 semanas

Enquanto mantiverem esta politica de isenção de pagamento de comissões bancárias, a tendência será para continuarem a aumentar sua base de clientes, principalmente à custa da CGD, que com a sua politica desastrosa de continuo aumento das comissões, verá sair muitas dezenas de milhares de clientes.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Pode não cobrar nada... mas a credibilidade e confiança... não é a mesma de outros bancos... por isso, não há almoços grátis...

ggov Há 3 semanas

Enquanto mantiverem esta politica de isenção de pagamento de comissões bancárias, a tendência será para continuarem a aumentar sua base de clientes, principalmente à custa da CGD, que com a sua politica desastrosa de continuo aumento das comissões, verá sair muitas dezenas de milhares de clientes.

Mr.Tuga Há 3 semanas

Pois.....

Muito "altruístas" e desinteressados.....

Anónimo Há 3 semanas

Troquei a CGD de quem já era cliente há 22 anos por este banco e estou satisfeito. Não pago nada. E têm a aplicação homebanking que é um espetáculo, vê-se que investiram bem na parte informática.
Na CGD pagava anuidade de cartão e agora é menos uma despesa que tenho por ano.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub