Crédito Bancos emprestam mais às famílias e menos às empresas

Bancos emprestam mais às famílias e menos às empresas

O montante emprestado pelos bancos para a compra de casa voltou a superar os 700 milhões de euros, em Agosto, de acordo com os dados do Banco de Portugal.
Bancos emprestam mais às famílias e menos às empresas
Bruno Simão/Negócios
Raquel Godinho 10 de outubro de 2017 às 11:36

Agosto é tipicamente mês de férias para os portugueses. Mas não significou uma redução do montante emprestado pelos bancos às famílias. O crédito à habitação voltou a superar os 700 milhões de euros e o crédito ao consumo também aumentou. Contudo, as novas operações de empréstimos às empresas sofreram uma quebra.


As instituições financeiras nacionais emprestaram 1.205 milhões de euros aos particulares, em Agosto. Um montante que supera os 1.173 milhões de euros concedidos um mês antes. Desde o início do ano, as novas operações de crédito às famílias ascendem a 9.181 milhões de euros.


O crédito à habitação continua a ser o principal motor destas operações, representando mais de metade do total que foi emprestado às famílias. Em Agosto, os bancos emprestaram 709 milhões de euros para a compra de casa, mais do que 683 milhões de euros concedidos um mês antes.


No acumulado dos primeiros oito meses do ano, foram emprestados 5.213 milhões de euros para a compra de casa, mais 42,4% do que no mesmo período do ano passado. Apesar deste crescimento das novas operações, o "stock" de financiamento para a compra de casa está em queda, a reflectir o grande peso das amortizações que têm sido permitidas pelas taxas de juro negativas. Ascende a 95.593 milhões de euros, o valor mais baixo desde Fevereiro de 2007.  


Também o crédito ao consumo aumentou, em Agosto. As novas operações ascenderam a 349 milhões de euros, mais do que os 328 concedidos, em Julho. No acumulado do ano, as novas operações totalizaram 2.667 milhões de euros, mais 8,7% do que nos primeiros oito meses do ano passado.


Além disso, os bancos emprestaram ainda 147 milhões de euros em crédito para outros fins, menos do que os 162 milhões de euros relativos a Julho. Ainda assim, entre Janeiro e Agosto, foram concedidos 1.301 milhões de euros, mais 2,4% do que período homólogo de 2016.


Mas, se as famílias conseguiram mais dinheiro junto da banca em Agosto, o mesmo não se pode dizer das empresas. As novas operações ascenderam a 2.045 milhões de euros, menos do que os 2.553 milhões de euros emprestados um mês antes. Trata-se do valor mais baixo desde Abril, quando foram concedidos 1.912 milhões de euros.


É nas grandes empresas que a queda de financiamento tem sido mais expressiva. As operações acima de um milhão de euros ascenderam a 796 milhões de euros, em Agosto, um mínimo desde Abril. Já as operações até um milhão de euros totalizaram 1.249 milhões de euros, o que compara com os 1.466 milhões de euros emprestados um mês antes.


No acumulado do ano, os bancos emprestaram 18.523 milhões de euros às empresas, menos 7,2% do que os 19.961 milhões de euros concedidos no mesmo período do ano passado.  




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
BCP a 0.33 é já no dia 20 de outubro 10.10.2017

No dia 20 de outubro os RATINGS do MILENIUM BCP e de PORTUGAL vão voltar a SUBIR o BCE até ao fim de outubro vai também SUBIR os JUROS e os LUCROS do BCP esses já TRIPLICARAM em relação ao 2º TRIMESTRE

pub