Crédito Bancos emprestam quase cinco mil milhões em crédito ao consumo

Bancos emprestam quase cinco mil milhões em crédito ao consumo

O montante concedido nos primeiros nove meses deste ano representa um crescimento de 12% face ao período homólogo.
Bancos emprestam quase cinco mil milhões em crédito ao consumo
Miguel Baltazar/Negócios
Raquel Godinho 15 de novembro de 2017 às 13:14

As instituições financeiras concederam 4.826 milhões de euros em crédito ao consumo nos primeiros nove meses deste ano, de acordo com os dados divulgados pelo Banco de Portugal, esta terça-feira. Trata-se de um aumento de 12% face ao mesmo período do ano passado. Deste montante, mais de 40% é para a compra de carro.


Em Setembro, o novo crédito ao consumo ascendeu a 549,7 milhões de euros. Este montante elevou para 4.826 milhões de euros todo o dinheiro emprestado desde o início do ano. Um montante que representa uma média de 17,7 milhões de euros por dia em novo crédito ao consumo.


O crédito automóvel continua a ser o principal responsável pela evolução destas operações. De todo o dinheiro concedido entre Janeiro e Setembro, 41,5% destinou-se à compra de carro. Foram, no total, 2.003 milhões de euros. Este montante aumentou 21,2% face aos primeiros nove meses do ano passado.


Para o crédito pessoal para edução, saúde e locação financeira de equipamentos foram concedidos 42,5 milhões de euros (mais 19,8% do que no período homólogo). Já o crédito sem finalidade específica ascendeu a 1.989 milhões de euros (mais 7,7% do que no período homólogo). E quanto aos cartões de crédito, linhas de crédito, contas correntes bancárias e facilidades de descoberto foram emprestados 791,5 milhões de euros (mais 2,49% do que no período homólogo).  


Crédito para educação dispara em Setembro

O montante emprestado em Setembro contudo, registou uma queda face ao mês anterior. Desceu 2,5% face a Agosto, mês de férias por excelência dos portugueses. A justificar este desempenho estiveram, essencialmente, os vários segmentos de crédito automóvel, onde se verificou uma redução dos montantes emprestados. Foram emprestados 218,7 milhões de euros, menos 11,7% do que no mês anterior.


Pelo contrário, o crédito pessoal para finalidades como educação disparou num mês que é marcado pelo regresso às aulas. Foram concedidos 8,26 milhões de euros, mais 49,3% do que no mês anterior. E mais 14% do que no mês homólogo. Já em Agosto o montante concedido tinha registado um crescimento mensal superior a 33%.  




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
OPA ao BCP segue dentro de momentos Há 3 dias

ora bem como os SRS da FOSUN de burros nada TÊM eles FICANDO com a POSIÇÃO da sonangol ficam com 60% do MILENIUM BCP depois LAÇAM UMA OPA ao BCP e ficam com 100 % do MILENIUM BCP o MAIOR DIAMANTE da EUROPA

pub