Bolsa BCP contraria queda do Grupo EDP

BCP contraria queda do Grupo EDP

A bolsa nacional iniciou a sessão em alta ligeira, em linha com o comportamento das principais praças europeias.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 09 de outubro de 2017 às 08:16

O PSI-20 abriu a subir 0,05% para 5.398,21 pontos, com nove cotadas em alta, seis em queda e três sem variação.

 

A praça portuguesa segue o desempenho das bolsas europeias, que também arrancaram a semana com ganhos tímidos.

 

Os investidores continuam de olhos postos nos activos espanhóis, depois de grandes bancos como o CaixaBank e o Sabadell terem retirado a sede da Catalunha e cerca de uma dezena de empresas ter seguido o mesmo caminho, a que se deverão juntar outras empresas como a Abertis e a Colonial.

 

O índice português está a ser impulsionado pelo Banco Comercial Português, que avança 0,66% para 0,2458 euros. Uma valorização que compensa as quedas das acções do grupo EDP, com a empresa de energia renováveis a ceder 0,49% para 7,051 euros e a EDP a cair 0,13% para 3,011 euros.

 

Depois do Expresso ter noticiado que António Mexia não deverá ficar à frente da EDP, o Negócios avança hoje que Diogo Lacerda Machado é uma hipótese para o cargo de CEO da eléctrica portuguesa.

 

Entre as restantes cotadas com maior peso no PSI-20, as variações são de fraca dimensão. A Jerónimo Martins valoriza 0,34% para 16,42 euros e a Galp Energia cede 0,07% para 14,99 euros.

 

A Navigator valoriza 0,45% para 4,275 euros e a Nos cede 0,56% para 5,35 euros depois de Marques Mendes ter ontem revelado que os serviços técnicos da Entidade Reguladora para a Comunicação Social deverão dar um parecer desfavorável à compra da Media Capital pela Altice.

  




Saber mais e Alertas
pub