Bolsa BCP e EDP levam PSI-20 a acompanhar ganhos na Europa

BCP e EDP levam PSI-20 a acompanhar ganhos na Europa

A bolsa nacional segue em linha com o optimismo da Europa, no dia em que o Ecofin deverá formalizar a saída do país do Procedimento dos Défices Excessivos e que a Fitch se pronuncia sobre Portugal.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 16 de junho de 2017 às 08:13

A bolsa nacional abriu em alta esta sexta-feira, 16 de Junho, depois de ter caído 1% na sessão de ontem. Nesta que é a última sessão da semana, o PSI-20 ganha 0,31% para 5.278,19 pontos, com 12 cotadas em alta, três em queda e quatro inalteradas.

Lisboa acompanha, assim, o optimismo das acções europeias, no dia em que o Ecofin deverá formalizar a saída de Portugal do Procedimento dos Défices Excessivos e que a Fitch se pronuncia sobre o país. 

Isto depois de os ministros das Finanças da Zona Euro terem acordaram ontem o valor da terceira tranche a atribuir à Grécia, no âmbito do terceiro pacote de resgate: 8,5 mil milhões de euros. O FMI precisa de garantias sobre o alívio da dívida de Atenas para entrar neste terceiro programa de ajuda financeira, mas veio dizer que isso acontecerá quando souber que a dívida helénica é sustentável.

Na bolsa nacional, a EDP e o BCP são as cotadas que mais animam o PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado ganha 0,88% para 24,03 cêntimos, enquanto a EDP valoriza 0,79% para 3,08 euros. Esta evolução da eléctrica acontece depois de, ontem, o Morgan Stanley ter cortado a avaliação que faz da empresa, na sequência das investigações podem desencadear um caminho de maior regulação.

 

Na nota de "research" publicada na quinta-feira, a analista Carolina Dores baixa a recomendação de "overweight" para "equalweight", esperando que a EDP tenha um desempenho em linha com o sector e não acima, como até aqui. Já o preço-alvo atribuído é cortado de 3,50 para 3,40 euros, ainda que antecipando um potencial de valorização.

 

Ainda na energia, a EDP Renováveis desce 0,7% para 6,951 euros e a Galp Energia recua 0,38% para 13,255 euros.

 

A contribuir para a subida do PSI-20 está ainda a Mota-Engil, que valoriza 2,68% para 2,681 euros, continuando a beneficiar dos contratos adjudicados em África. 




A sua opinião21
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
DR. BCP 16.06.2017

esta dificil ultrapassar a barreira dos 0.24centimos

OH SENHOR SOUSA BCP A 0.50 16.06.2017


OH SR SOUSA DEIXE DE DAR DUAS NO CRAVO E UMA NA CANELA O MILENIUM VAI PARA OS 0.50 e é AINDA ESTE MÊS A PARTIR DE HOJE É QUE VAI COMEÇAR A SUBIR A SÉRIO ATÉ AQUI FOI UMA BRINCADEIRA DE MEIA DÚZIA DE ARTISTAS que já estão REFERENCIADOS

MAS SERÁ QUE NEM HOJE DEIXAM O BCP SUBIR 16.06.2017


HARRE QUE É DEMAIS NEM HOJE QUE A FINTCH VAI SUBIR OS RATINGS DO BCP E DE PORTUGAL NEM HOJE DEIXAM O BCP SUBIR LIVRA QUE FOI TODA A SEMANA A DESCER TODA A TRAMPA A SUBIR e o MILENIUM BCP É SEMPRE MARRADO PARA BAIXO HARRE que já é DEMAIS

Anónimo 16.06.2017

Por esta hora o Marcelo já sabe o que a fitch vai fazer. Se alguém o encontrar que lhe pergunte. Pode ser que se descaia. O Centeno tb já deve saber!!

ver mais comentários
pub