Bolsa BCP e energia aprofundam perdas do PSI-20

BCP e energia aprofundam perdas do PSI-20

A bolsa nacional acompanha o sentimento negativo das principais congéneres europeias, penalizada sobretudo pelo BCP, Galp Energia e EDP Renováveis.
BCP e energia aprofundam perdas do PSI-20
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 16 de janeiro de 2017 às 12:19

A bolsa nacional segue a negociar em terreno negativo esta segunda-feira, 16 de Janeiro, com o PSI-20 a cair 0,72% para 4.582,01 pontos, após duas sessões consecutivas de ganhos. O BCP e as cotadas do sector da energia são as que mais pesam no desempenho negativo do índice nacional, numa altura em que 14 cotadas estão em baixa, três em alta e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices também seguem em baixa, penalizados sobretudo pelas cotadas do sector automóvel e pela banca. O vermelho marca, assim, o arranque das acções do velho Continente, numa semana que ficará marcada pela reunião mensal do Banco Central Europeu, na quinta-feira, e pela tomada de posse do presidente dos Estados Unidos, na sexta-feira.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, cai 0,66% para 363,54 pontos.

Por cá, a semana ficará marcada pelo arranque do aumento de capital do BCP, precisamente a cotada que mais penaliza o PSI-20 esta segunda-feira. O banco liderado por Nuno Amado desce 2,65% para 84,6 cêntimos, antes de as acções ajustarem ao aumento de capital.

Esse ajuste será feito amanhã (terça-feira) e os direitos para subscrever a operação começam a negociar dois dias depois, a 19 de Janeiro. 

Tendo em consideração o actual valor das acções, o valor teórico dos direitos é de 0,705 euros. Já a cotação das acções após aumento de capital é de 0,1410 euros.

Ainda na banca, o BPI cai 0,09% para 1,128 euros e o fundo do Montepio desvaloriza 0,24% para 41,2 cêntimos.

A pesar na negociação estão ainda as empresas do sector da energia. A Galp Energia desvaloriza 1,7% para 14,205 euros, a EDP desce 0,72% para 2,754 euros e a EDP Renováveis recua 1,41% para 5,729 euros.

A cair mais de 1% estão ainda a Navigator (-1,14% para 3,296 euros) e a Sonae (-1,54% para 82,9 cêntimos).

Por outro lado, a travar maiores perdas do PSI-20 estão a Jerónimo Martins e a Altri. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos sobe 0,63% para 15,955 euros enquanto a Altri valoriza 2,21% para 4,029 euros. 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 16.01.2017

Sonae sempre a brilhar...

ABCDEF1 16.01.2017

AMALDIÇOADOS SEJAM OS MOTAS E OS ENGILES.

Tiago 16.01.2017

Desde que a BI escolheu as 4 melhores, que a Sonae não deixa de cair. Belas vidas em que podem fazer co có e da grossa que são pagos a peso de ouro. Se trabalhassem de verdade, iam ver como é preciso produzir.

carlos 16.01.2017

Os chineses encontraram petróleo em Portugal, sem fazerem um único furo.

ver mais comentários
pub