Bolsa BCP e Galp levam PSI-20 para terreno negativo

BCP e Galp levam PSI-20 para terreno negativo

A bolsa nacional já inverteu para terreno negativo, em linha com as principais praças europeias. As descidas do BCP e da Galp estão a anular os ganhos da Semapa e Corticeira Amorim.
BCP e Galp levam PSI-20 para terreno negativo
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 08 de novembro de 2017 às 11:27

Depois de ter iniciado a sessão desta quarta-feira, 8 de Novembro, em terreno positivo, a bolsa nacional já inverteu para o lado das perdas, empurrada pelo BCP e pela Galp Energia. Nesta altura, o PSI-20 recua 0,13% para 5.344,10 pontos, com sete cotadas em queda, dez em alta e uma inalterada.

 

Na Europa, os principais índices também inverteram para o vermelho, penalizados pelas cotadas do sector dos serviços financeiros e viagens, que estão a anular os ganhos da construção e retalho.

 

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, desce 0,22% para 393,79 pontos, numa altura em que apenas a bolsa de Amesterdão e o londrino Footsie seguem em alta ligeira, com subidas de 0,06%.

 

Em Lisboa, o BCP recua 0,95% para 25,03 cêntimos enquanto a Galp Energia perde 0,58% para 16,28 euros, depois de ter atingido ontem o valor mais alto desde Junho de 2011.

 

Ainda na energia, a EDP valoriza 0,94% para 2,992 euros, a EDP Renováveis sobe 0,06% para 6,999 euros e a REN ganha 0,19% para 2,656 euros.

 

A penalizar o principal índice nacional estão ainda a Navigator, que desliza 0,96% para 4,315 euros, e os CTT, que perdem 0,74% para 3,48 euros. A empresa de correios recuperou 1,71% ontem, depois das fortes descidas registadas nas sessões anteriores, mas já voltou hoje para terreno negativo.

 

Por outro lado, a evitar maiores perdas na bolsa nacional estão a Semapa, com uma subida de 1,58% para 16,75 euros, e a Corticeira Amorim, que está a beneficiar da melhoria dos resultados e do aumento dos dividendos.

 

A empresa liderada por António Rios Amorim anunciou ontem que o resultado líquido atingiu os 56,4 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, mais 2% do que no mesmo período do ano passado. Em comunicado ao mercado revelou também que vai avançar com uma proposta de pagamento de um dividendo extraordinário de 8 cêntimos por acção. Em reacção a estes anúncios, os títulos valorizam 1,35% para 11,98 euros, depois de já terem subido um máximo de 2,79% para 12,15 euros, o que corresponde ao nível mais elevado em duas semanas.

 

Esta quarta-feira, após o fecho do mercado, é a vez de a Nos apresentar as suas contas do trimestre. O CaixaBI antecipa que a operadora tenha fechado os primeiros nove meses deste ano com lucros de 101,9 milhões de euros, o que representa uma subida 30% face ao resultado líquido de 78,4 milhões registado no mesmo período do ano passado.

 

Considerando apenas o terceiro trimestre, os analistas antecipam que os lucros da empresa liderada por Miguel Almeida tenham aumentado 9,6%, em termos homólogos, para 30,1 milhões de euros, com o crescimento das receitas a ser suportado pelo negócio das telecomunicações. Entre Julho e Setembro, as receitas consolidadas da operadora – que apresenta os seus resultados a 8 de Novembro, após o fecho do mercado - terão aumentado 2,2% para 389,2 milhões de euros.  

 

As acções da Nos descem 0,48% para 5,007 euros. 




A sua opinião17
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado RE: "BCP : ladrões gatunos VIGARISTAS" Há 2 semanas

Além de teres um mínimo de compostura e de boa educação relativamente a um Jornal que acolhe os teus comentários (?) e aos Leitores que os lêem, fazias bem em averiguar porque é que a AQR, considerado um dos mais sofisticados e melhores Hedge Fund do mundo, é (ou era há pouco e salvo erro) um dos investidores shorts do BCP.
DECLARAÇÂO DE INTERESSES : Não tenho nem prevejo vir a ter a curto prazo quaisquer acções do BCP.
Mas, sem grande conhecimento de causa , tenho boa impressão da sua admnistração e dos seus empregados e profunda simpatia por quem nele investe após ter feito devidamente o seu "trabalho de casa" de análise.

comentários mais recentes
Cambada Há 2 semanas

Não descansam enquanto não atirarem com o banco ao fundo. Amanhã há mais do mesmo.

ULTIMA HORA , comentario mais votado Há 2 semanas

O homem do comentário mais votado , foi de urgência para o hospital ,deu-lhe um ataque cardíaco quando o BCP começou a descer, as melhoras

MOTA , hoje no verde Há 2 semanas

ainda vou ver hoje a cotação da minha Mota no verde,

MOTA ENGIL cái , mas levanta-se logo Há 2 semanas

Cai mas levanta-se logo, se 100 investidores vendem, há 150 a comprar, uma grande cotada, quando começar a subir são 8% de uma assentada, comprem ou mantenham o titulo, vão ter grandes surpresas, breve grandes noticias,

ver mais comentários