Bolsa BCP e Novabase colocam PSI-20 em máximos de Dezembro de 2015

BCP e Novabase colocam PSI-20 em máximos de Dezembro de 2015

O PSI-20 somou a 14.ª sessão de ganhos em 15 e atingiu o valor mais alto em quase dois anos. Esta foi a sexta sessão consecutiva no verde para as acções europeias.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 28 de setembro de 2017 às 16:47

Foi mais um dia de ganhos na bolsa nacional, que encerrou a sessão desta quinta-feira, 28 de Setembro, em terreno positivo pela sexta vez consecutiva. Esta foi a 14.ª sessão de ganhos em 15, que levou o PSI-20 para o valor mais alto em quase dois anos.

O principal índice da bolsa portuguesa fechou o dia a ganhar 0,79% para 5.375,61 pontos – um valor que não era alcançado desde Dezembro de 2015 – com 12 cotadas em alta e seis em queda.

Com excepção da bolsa de Atenas, que valorizou 2,44%, a praça nacional foi a que mais ganhou na Europa, numa sessão em que as subidas das cotadas da energia, construção e sector químico ajudaram a compensar as descidas das empresas do sector mineiro.

Na sexta sessão consecutiva no verde, o índice de referência para a Europa, o Stoxx600, sobe 0,13% para 386,11 pontos.

Por cá, o BCP e a Novabase foram as empresas que mais contribuíram para a valorização do PSI-20. O BCP subiu 1,75% para 24,4 cêntimos, depois de ter chegado a tocar nos 24,6 cêntimos, a cotação mais alta desde 1 de Agosto. Isto numa altura em que os juros da dívida pública portuguesa estão a recuar 4,9 pontos para 2,413%, depois de ter sido revelado que a inflação na Alemanha se fixou em 1,8% em Setembro – um valor abaixo do esperado.  

Já a Novabase, que chegou a disparar 15,59% para 3,699 euros (um máximo de Junho de 2014) fechou a sessão a ganhar 12,78% para 3,609 euros, com as acções a beneficiarem do anúncio de que a empresa propôs o pagamento de um dividendo extraordinário de 50 cêntimos.  

A contribuir para a subida do PSI-20 estiveram também as cotadas do sector da pasta e do papel e a Galp Energia, que valorizou 1,07% para 15,085 euros. A Altri ganhou 2,26% para 4,30 euros, a Navigator somou 1,41% para 4,093 euros e a Semapa subiu 2,59% para 15,84 euros. 

À excepção da Galp, o dia foi de perdas para as cotadas da energia, com a EDP a descer 0,44% para 3,189 euros, a EDP Renováveis a recuar 0,32% para 7,16 euros e a REN a desvalorizar 0,04% para 2,739 euros. 

No retalho, a Sonae ganhou 0,6% para 1,006 euros e a Jerónimo Martins valorizou 0,82% para 16,63 euros, depois de ter inaugurado um novo centro logístico e a presentado a sua nova imagem corporativa. Na inauguração, Soares dos Santos anunciou que a empresa pretende entrar em novos mercados nos próximos dois a três anos, algo que os analistas do BPI vêem com alguma cautela.

(Notícia actualizada às 16:55)