Bolsa BCP e Pharol garantem segunda sessão de ganhos ao PSI-20

BCP e Pharol garantem segunda sessão de ganhos ao PSI-20

A bolsa nacional acompanhou o optimismo das principais praças europeias, animada pela subida ligeira do BCP e pela valorização de 11,5% da Pharol.
A carregar o vídeo ...
Rita Faria 10 de fevereiro de 2017 às 16:43

A bolsa nacional fechou em alta esta sexta-feira, 10 de Fevereiro, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a subir 0,21% para 4.604,33 pontos. Esta foi a primeira sessão em que o PSI-20 negociou com apenas 17 cotadas, depois de a Euronext ter decidido excluir o BPI, na sequência do resultado da OPA do CaixaBank que deixou a instituição espanhola com 84,5% do banco.

 

O principal índice nacional vai continuar com apenas 17 cotadas até à próxima revisão, que terá lugar a 20 de Março. Destas 17, nove encerraram em alta, seis em queda e duas inalteradas.

 

Lisboa acompanhou, desta forma, a tendência positiva das praças europeias, animadas pelos dados das exportações chinesas, que cresceram 7,9% em Janeiro face ao mesmo mês do ano passado. Este aumento – que é o mais expressivo em quase dois anos – está animar sobretudo o sector da mineração, onde os ganhos rondam os 3,5%. O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha 0,13% para 367,28 pontos.

 

Por cá, o BCP e a Pharol foram as cotadas que mais impulsionaram o PSI-20. O banco liderado por Nuno Amado ganhou 0,34% para14,72 cêntimos, um dia depois de terem sido dispersos em bolsa os mais de 14 mil milhões de novas acções resultantes do aumento de capital.


A instituição financeira confirmou ontem que já pagou os 700 milhões de euros de ajuda ao Estado, uma operação "que marca o regresso à normalização da actividade do BCP" e que "tinha sido objecto de aprovação anterior pelo Banco Central Europeu, sujeita ao sucesso do aumento de capital que o BCP concluiu recentemente".

 

as acções da Pharol dispararam 11,51 para 43,6 cêntimos, no dia em que foi conhecida a intenção da Cerberus de avançar com uma proposta para a compra da brasileira Oi. A Cerberus está a finalizar uma avaliação aprofundada da operadora de telecomunicações, detida em 27% pela Pharol, antes de apresentar a proposta, segundo a Reuters.

Desde o início do ano, as acções da Pharol já duplicaram o seu valor, atingindo o valor mais elevado desde Junho de 2015.

A impulsionar o PSI-20 esteve também a Galp Energia, com uma subida de 0,33% para 13,845 euros. O petróleo valoriza mais de 1,5% nos mercados internacionais depois de a Agência de Informação de Energia ter revelado que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) conseguiu cumprir 90% das metas por si fixadas. 

Ainda na energia, a EDP caiu 0,43% para 2,787 euros, a EDP Renováveis avançou 0,21% para 6,122 euros e a REN desvalorizou 1,32% para 2,608 euros.

A contribuir para os ganhos estiveram ainda a Jerónimo Martins, com uma subida de 0,31% para 16,23 euros, a Semapa, com um ganho de 1,45% para 13,29 euros e a Corticeira Amorim, que valorizou 1,13% para 9,43 euros. 



A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Curoka 10.02.2017

Criador de Touros desde que entraste no Bcp a bastante tempo atras, já entraste em alguns aumentos de capital
Foste obrigado a ir a esses aumentos de capital porque se não perdias mais dinheiro
Consegues dormir bem rapaz?
Aqui que só estamos nos dois..
Quanto dinheiro já perdeste no Bcp?
Abraço
BN

comentários mais recentes
Mercados 12.02.2017

ou eu muito engano e os mercados na 2 feira e na terça-feira vão corrigir alguma coisa
com a reunião de 3 dias no outro lado do atlantico nos EUA com a governadora Yellen
os investidores deverão ficar no impasse..
tanto lá na america, como aqui na europa que vai quase sempre de arrasto pelas bolsas americanas penso de devera haver correção ou espectativa
também com as polemicas politicas que truman ira impor, e o ensaio nuclear norte coreano, nos primeiros dias da semana vão condicionar as bolsas
mas talvez eu me engane

Pharol 12.02.2017

tinha 211.000 da Pharol.
comprei a 0,293 na 2 feira e vendi a 0,297 na terça-feira
cerca de 750 euros de lucro
vendi na terça-feira perto do meio-dia
vendi com 1,50% de lucro
se eu aguenta-se no final de terça-feira tinha mais de 6% de lucro
tinha metido uma ordem stop, e teria apanhado as subidas até ontem sexta-feira
estaria a ganhar agora perto de 25 mil euros
mas va-la,como ia advinhar como ia esta cotada disparar.
outros acionistas venderam quando eu e até antes
paciencia e um jogo
mas não deverei encontrar outra oportunidade destas.
pelo menos em muito curto prazo
porque no medio prazo, talvez.

fjal 11.02.2017

bn por acaso e so por acaso eu tenho 50.000 pharol a 0,22 no entanto comprei mais 20.000 a 0,30 uma opinião valida despacho ou ainda vai disparar mais digam o que fariam obrigado

ALTRI 11.02.2017

Tenham atenção que se aproxima o dia 3 de Março dia de apresentação de resultados da Altri.
Que a semelhança da Navigoter com o aproximar desta data, a cotação deve subir e aproximar-se dos 5 euros a cotação.
Deve ser mais de 25 cêntimos em Junho de dividendos, e em Dezembro poderá acontecer nova distribuição extraordinária de dividendos.
Bom fim de semana.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub