Bolsa BCP, EDP e Navigator levam PSI-20 para os ganhos

BCP, EDP e Navigator levam PSI-20 para os ganhos

A bolsa nacional segue em alta, depois de cinco sessões consecutivas de perdas, a acompanhar a tendência positiva das principais praças europeias.
BCP, EDP e Navigator levam PSI-20 para os ganhos
Bruno Simão/Negócios
Rita Faria 26 de outubro de 2017 às 12:21

Depois de ter iniciado a sessão em queda pela sexta vez consecutiva, a bolsa nacional já inverte o sinal e segue agora em alta, à semelhança das principais praças europeias. Nesta altura, o PSI-20 ganha 0,42% para 5.391,20 pontos, com 14 cotadas em alta, três em queda e uma inalterada.

Na Europa, os ganhos estão a ser liderados pelo espanhol IBEX, que soma 1,41%, numa altura em que os índices bolsistas estão a reflectir os resultados acima do esperado de empresas como a finlandesa Neste, que dispara 10% depois de ter apresentado lucros acima do previsto.

Por outro lado, o mercado à espera das conclusões da reunião mensal do BCE – considerada a mais importante do ano – em que Mario Draghi deverá revelar pormenores sobre a retirada dos estímulos à economia.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, sobe 0,29% para 388,26 pontos, impulsionado sobretudo pelos sectores de bens industriais e serviços, seguros e mineração.

Em Lisboa, o BCP, a EDP e a Navigator são as cotadas que mais animam. O banco liderado por Nuno Amado ganha 0,36% para 25,06 euros, a EDP sobe 1,29% para 2,988 euros e a Navigator soma 1,75% para 4,362 euros.

Os títulos da empresa liderada por Diogo da Silveira estão a reagir à divulgação dos resultados trimestrais, esta manhã, que mostram que os lucros até Setembro subiram 8,6% para 145,8 milhões de euros, acima das estimativas dos analistas.

Ainda no sector da pasta e do papel, a Altri ganha 0,7% para 5,451 euros e a Semapa valoriza 0,54% para 16,91 euros.

A contribuir para os ganhos estão também a Nos, com um avanço de 0,66% para 5,15 euros, e a Sonae, que valoriza 0,99% para 1,023 euros. A Jerónimo Martins, pelo contrário, desvaloriza 1,90% para 15,48 euros, depois de o Haitong ter cortado as estimativas e o seu preço-alvo para as acções para 16,50 euros, na sequência dos resultados trimestrais revelados ontem à tarde.

A retalhista reportou uma descida dos lucros de 43% nos primeiros nove meses do ano, para um total de 285 milhões de euros.

Além da Jerónimo Martins, só a Ibersol e a Corticeira Amorim seguem com sinal vermelho. A Ibersol cai 1,12% para 12,36 euros e a Corticeira Amorim desliza 0,09% para 11,48 euros. 




A sua opinião9
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pirata Há 3 semanas

pharol amanha e um grande dia,tudo pode acontecer ,pra bom ou pra o fim

Re: joaoferreira1 Há 3 semanas

E tu acertas-tes na mucha certo? Há grande crânio! Só podias ser mesmo tu! O problema é que lá estás bem entalado como todos nós, essa é que ela... enfim.

joaoferreira1 Há 3 semanas

Bom é o Pharol...que tá a passar a lâmpada e mais umas semanas nem a fósforo chega ehehheeh

joaoferreira1 Há 3 semanas

Maluqinho anónimo...acbei de dar cabo do ku da tua mãe...ele diz que hoje não s epode sentar. O gráfico do bcp em 6 meses é maravilhoso. Vendesses em junho e comprasses em agosto..e vendesses de novo em outubro...40% eheheh xupa-mos eheheheh

ver mais comentários