Bolsa BCP entre ganhos e perdas em véspera de negociação dos direitos do aumento de capital

BCP entre ganhos e perdas em véspera de negociação dos direitos do aumento de capital

Os títulos do banco liderado por Nuno Amado abriram a ganhar 3% e recuam agora 1,5%, um dia antes de começarem a ser transaccionados os direitos de subscrição do aumento de capital de 1.332 milhões.
BCP entre ganhos e perdas em véspera de negociação dos direitos do aumento de capital
Bruno Simão/Negócios

O BCP está a desvalorizar 1,37% para 15,78 cêntimos por acção no início da sessão desta quarta-feira, 18 de Janeiro, isto depois de ter arrancado o dia a ganhar mais de 3%.

Ontem os títulos do banco dispararam 15,67% para os 16 cêntimos, naquela que foi a primeira sessão em que os títulos accionistas da instituição negociaram destacadas dos direitos de subscrição do aumento de capital e depois do ajuste técnico.

 

Por outro lado, esta quarta-feira é o último dia em que as acções do BCP negoceiam sem os direitos de subscrição do aumento de capital, que começam a ser transaccionados já a partir da próxima quinta-feira, dia 19 de Janeiro.

Se houver uma pressão compradora nestes títulos as acções do banco poderão ser levadas a negociar em alta e, por outro lado, se se verificar uma forte pressão vendedora os títulos serão pressionados em baixa. Certo é que no final da sessão desta terça-feira, os accionistas do BCP estavam a ganhar desde que foi anunciado o aumento de capital, isto tendo em conta o preço teórico dos direitos.

A cotação de fecho de ontem das acções (16 cêntimos) aponta para um valor teórico dos direitos de 99 cêntimos. A cotação actual aponta para uma cotação teórica dos direitos de 95,7 cêntimos. Cada direito permite comprar 15 novas acções, mediante o pagamento de 9,4 cêntimos por cada uma.

O aumento de capital de 1,33 mil milhões de euros foi anunciado pelo BCP no passado dia 9 de Janeiro, tendo-se seguido um período de forte desvalorização das acções da instituição, com o banco a renovar por diversas vezes novos mínimos. No entanto, esta terça-feira as acções do BCP registaram uma valorização superior a 15,5%. 

O início de sessão desta quarta-feira está a ser marcado por forte volatilidade nas acções do BCP, que já alternaram entre uma subida superior a 3% e uma queda de 1,75%. 

Em cerca de 30 minutos de negociação bolsista, já trocaram de mãos acima de 1,65 milhões de títulos do banco.

Apesar dos elogios ao reforço de capital do BCP feito por agências de notação como a S&P, a Moody’s e a DBRS, estas entidades mostram, ainda assim, apreensão.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 dias

QUANDO OLHO PARA A FOTO DESTE CARA DE CU (AMADO) SÓ ME APETECE ESCARRAR-LHE NA TROMBA MALDITO SALOIO, GATUNO, QUANDO É QUE ESTE VIGARO GANHA VERGIONHA NA PU--T@ DA TROMBA E, PEDE DESCULPA AOS PEQUENOS ACIONISTA PELO ROUBO QUE LHE FIZ

Paulo Há 2 dias

Fazem um split para que a ação não cotasse a cêntimos para poder ser comprada pelas agências e depois voltam a colocá-la a cêntimos. Prova que a verdadeira razão do split era o AC.

Anónimo Há 2 dias

1 dia de subida e 20dias de quedas, até dia 2 de fevereiro BCP vai cotar a preços memoráveis 0,09-0,10, principio do fim, lembram-se do último AC do BES foi um sucesso, dp até a Goldman Sachs ficou entalada...banca portuguesa é para esquecer durante um largo período de tempo. Para quem quiser ficar (mais) entalado, força!

Anónimo Há 2 dias

Comprem muitas, mas muitas acções do BCP, porque já há quem diga, que é o negócio do ano.
Eu até comprava, mas como estou tão entalado, fico de fora a ver estas "subidas" estrondosas.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub