Bolsa BCP ganha 11,8% em dois dias e já recupera perdas com direitos

BCP ganha 11,8% em dois dias e já recupera perdas com direitos

Durante a negociação dos direitos de subscrição do aumento de capital, as acções do BCP desceram mais de 8%. Uma queda que já foi recuperada.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 01 de fevereiro de 2017 às 17:20

As acções do Banco Comercial Português fecharam a sessão a ganhar 4,54% para 16,35 cêntimos, na segunda sessão consecutiva de ganhos acentuados, com o banco a beneficiar com o fim da negociação dos direitos de subscrição do aumento de capital.

 

Nas oito sessões em que estes títulos negociaram em bolsa, as acções acumularam uma perda de mais de 8%. Nas duas sessões seguintes, conseguiram uma subida acumulada de 11,8%, atingindo a cotação mais elevada desde 17 de Janeiro.

 

As acções tinham sido fortemente pressionadas pela negociação dos direitos já que a pressão vendedora destes títulos foi elevada, com os accionistas do BCP que não pretendem ir ao aumento de capital, a venderem estes títulos em bolsa.

 

Apesar da recuperação nas últimas duas sessões, o BCP continua a negociar abaixo da cotação (ajustada) de dia 9 de Janeiro (17,93 cêntimos), quando foi anunciado o aumento de capital de 1,33 mil milhões de euros. E em 2017 está a acumular uma queda de 11,36%.

 

A alta recente das acções do BCP acompanhou o sector (o Stoxx Banks subiu hoje mais de 1%) e reflecte também o facto de já se saber que não será necessária a tomada firme do aumento de capital por parte dos bancos, tendo em conta o volume elevado de ordens de subscrição. O volume de negociação dos direitos permite também concluir que mais de metade dos pequenos accionistas do BCP pretende participar no aumento de capital.

 

O período de subscrição das novas acções termina já amanhã e estas deverão ser admitidas à negociação a 9 de Fevereiro.


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Loppex 01.02.2017

Depois de perder 300 %, nos últimos 3 anos, o BCP sobe 11.8 %, em dois dias. È realmente muito bom.

Anónimo 01.02.2017

Ao fim do 15.o AC estes acionistas já nem burros são ,só podem ser tar ados. Dêem ovosso dinheiro aos pobres, é preferível ,do q deixar a esse bando d mafiosos. Ainda existe esqueleto armario 5000miloes.

O BCP é uma máquina a queimar dinheiro! 01.02.2017

Oh, Nuninho será desta vez q vais dar alegrias aos BCPatos enterrados em prejuízos?! Vê lá se consegues! Pq durante estes anos apenas soubestes fornicá-los! Conheço alguns q até espumam de raiva! Outros até zurram..i.on.i..on..i.on.i..on! Um morangueiro numa casa esfomeada o morango não ganha cor.

Anónimo 01.02.2017

o que vai suceder ao BCP e ao AC, no mês de fevereiro, é:
até dia 2 de fevereiro(último dia de subscrição do AC), a tendência da cotação é subir pelo menos até 0,1695 ou mais (isto para dar entusiasmo aos acionistas para subscreverem o AC a 0,094 dando a sensação q estão adquirir ações muito baratas: "Ratoeira Amado"), dp de 2 de fevereiro até 9 de fevereiro a tendência desta cotada é de subir ou latelarizar(depende das condições gerais dos mercados e/ou de qq evento imprevisto), dp de 9 fevereiro(1.ºdia de negociação das novas ações) a tendência é, na minha opinião, de quedas fortes e poderão atingir valores próximos do valor adquirido pelos acionistas na subscrição do AC(penso q muitos acionistas na tentativa de realizar de imediato mais valias vão ao mercado despachar parte das ações adquiridas para compensar um pouco as perdas passadas)e penso ser aí que a Fosun poderá reforçar a sua posição para atingir os tais 30% do BCP

pub
pub
pub
pub