Bolsa BCP perde mais de 200 milhões desde anúncio de aumento de capital

BCP perde mais de 200 milhões desde anúncio de aumento de capital

As acções do BCP fecharam em queda nas três sessões desde que anunciou o aumento de capital, tendo registado um novo mínimo histórico.
BCP perde mais de 200 milhões desde anúncio de aumento de capital
Miguel Baltazar
Nuno Carregueiro 12 de janeiro de 2017 às 16:59

As acções do Banco Comercial Português fecharam a cair 2,77% para 82,2 cêntimos, na quinta sessão consecutiva em terreno negativo.

 

Logo no início da sessão as acções atingiram um novo mínimo histórico, nos 79,03 cêntimos, tendo depois encetado uma recuperação, em linha com o comportamento das restantes cotadas e beneficiando de uma nota positiva que foi emitida pela DBRS.

 

A agência de "rating" canadiana veio dizer que o aumento de capital veio retirar uma "incerteza central" do caminho do BCP em 2017, estimando que o BCP passe a apresentar lucros já este ano e continue a melhorar a rentabilidade, sobretudo com menores entradas de crédito malparado e reduções adicionais nos custos de financiamento.

 

Com a prestação desta quinta-feira, as acções acumulam uma queda de 21% desde que na noite de segunda-feira anunciou que iria realizar um aumento de capital de 1,33 mil milhões de euros para reembolsar o Estado e reforçar os rácios de capital.

 

A capitalização bolsista do banco (tendo já em conta o último aumento de capital subscrito pela Fosun) é agora de 776,5 milhões de euros, o que corresponde uma perda de 207 milhões de euros face ao valor de mercado no fecho da sessão de segunda-feira.

 

Na terça-feira as acções recuaram 11,34% e na sessão seguinte desceram mais 8,42%. Hoje registaram a queda de menor dimensão.

 

Nesta operação de aumento de capital, a Fosun, através da "holding" Chiado, vai investir um máximo de 531 milhões de euros para reforçar a sua posição no banco liderado por Nuno Amado e assim elevar para 30% a sua posição no BCP.

 

A dúvida permanece sobre o que vai fazer a Sonangol e outros accionistas com participações qualificadas no banco, o que deverá ditar o rumo dos títulos nas próximas sessões.

 

"A cotação do BCP deve continuar pressionada, apesar de existir o compromisso da Fosun, subscrever mais 40% do montante do aumento de capital, para ficar com 30% do banco. Alguns accionistas estão à espera da transacção dos direitos, pelo que até essa data a cotação deve manter-se pressionada", explicou Pedro Lino, presidente executivo da Dif Brokers, em declarações ao Negócios.

 

Tendo em conta a cotação de fecho de hoje, a valor teórico das acções após o aumento de capital é de 13,95 cêntimos, o que compara com os 15,32 cêntimos de segunda-feira. Já o valor teórico dos direitos é de 68,3 cêntimos, abaixo dos 88,8 cêntimos registados no dia do anúncio do aumento de capital.

 

 




A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 12.01.2017

Quando se souber que nem a Sonangol, nem a EDP vão aderir ao reforço do 15.º AC do BCP desde 2006, aí é q vai cair o carmo e a trindade na cotação, estou a prever valores de cotação na ordem dos €0,50-0,60! Não é à toa que o Amado foi arranjar um sindicato de bancos para assegurar a subscrição completa deste AC. Se os chinocas soubessem metade do missal do Amado, na 1.º oportunidade, já tinham fugido! Assim, quem é q n geria um qq banco, a torrar 5,5 mil milhões aos acionistas? Fora os 3500 milhões de imparidades que ainda n estão reportadas...apré que é de doidos.

comentários mais recentes
Anónimo 12.01.2017

Que comente algum accionista que ja tenha ganho alguma coisa com o BCP!
Alguem? Oi? Alô? Só um.. vá! Não tenham vergonha, ninguém vai gozar com isso. Pois, o BCP tem sido só para derreter dinheiro... e vai continuar!!

Anónimo 12.01.2017

Depois e vermos o que se está a passar com o ex BCP, acho que é justo tirar o Marquês de Pombal do pedestal e pôr lá o Jardim Gonçalves ! Contem as acções que cada um tem e multipliquem pelo valor ao tempo do Jardim ! Eh, lááá !

Camilo Lourenço 12.01.2017

Não percam a minha publicação de hoje sobre o Cavaco. Até já.

Victor Correia 12.01.2017

Bem, daqui a pouco está no valor de antes da fusão...

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub