Bolsa BCP, Pharol e retalho dão segunda sessão negativa a Lisboa

BCP, Pharol e retalho dão segunda sessão negativa a Lisboa

Pela segunda sessão consecutiva, as acções da Pharol afundam em bolsa no arranque da sessão - já estiveram a perder mais de 10%. Os papéis do BCP também voltam a pesar.
A carregar o vídeo ...
Paulo Zacarias Gomes 14 de fevereiro de 2017 às 08:08
A praça portuguesa arrancou em queda pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a perder 0,12% para os 4.591,12 pontos, com nove títulos em recuo, cinco com ganhos e três inalterados.

A maior queda volta a caber à Pharol, que com o sinal negativo do BCP e das empresas do retalho, leva novamente o índice português para terreno de perdas, numa altura em que o resto das praças europeias seguem com recuos. 

A accionista de referência da Oi cai 9,64% para 0,347 euros depois de ontem ter perdido quase 12%. Nos últimos dias os ganhos foram suportados pela expectativa de um desfecho positivo da recuperação judicial da Oi no Brasil e de notícias de que o fundo Cerberus estaria a preparar uma proposta de recuperação alternativa. Mas o gestor da corretora XTB, Henrique Romão Dias, considera que o baixo preço da acção tornou-a num alvo fácil para "especuladores que procuram um trading intra-diário."

Na quarta sessão em que negoceia com a incorporação das acções resultantes do aumento de capital, o BCP volta a cair, desta vez 0,96% para 0,1437 euros. A Jerónimo Martins e a Sonae estão igualmente do lado das perdas, a cederem respectivamente 0,65% para 16,055 euros e 0,37% para 0,818 euros.

Com um recuo ligeiro de 0,07% para 13,9 euros está a Galp, depois de esta segunda-feira os analistas do CaixaBI anteciparem que a petrolífera terá terminado de 2016 com uma queda de 35,6% nos lucros, para 471 milhões de euros. A energética apresenta resultados dentro de uma semana, a 21 de Fevereiro.

Do lado das valorizações nota para os CTT, que somam 0,79% para 4,989 euros, a Navigator que valoriza 0,32% para 3,48 euros e a EDP que ganha 0,36% para 2,81 euros no dia em que o Negócios noticia que a falta de chuva obrigou a eléctrica a comprar gás aos Estados Unidos.

Fora do índice, o BPI cai 1,69% para 0,932 euros, depois de ontem a S&P ter elevado o rating do banco recentemente alvo de OPA pelo CaixaBank, não o retirando, contudo, do nível de investimento especulativo. 

No resto da Europa o tom é vermelho, a corrigir dos máximos de mais de um ano que ontem marcaram as acções do Velho Continente. Os investidores aguardam pela divulgação da segunda estimativa do PIB para a Zona Euro e União Europeia, relativa aos últimos três meses de 2016.

(Notícia actualizada às 8:34 com mais informação)

A sua opinião23
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Sarapitolas 14.02.2017

boas
PHAROL continua a bombar
amigos ontem foi uma correção normalissima de varios dias a subir e a subir a pique
hoje na abertura a Pharol caiu novamente 10% devido a 500.000 ações que foram vendidas ao melhor, que puxou o titulo bastante para baixo, que são aqueles investidores que estavam em panico
felizes os que compraram hoje na abertura que estão a ganhar agora mais de 10%
agora com o mecado a normalizar a Pharol ira aos poucos retomar a sua subida
varias casas de investimento aconselham neste momento com a restruteração da OI
se forem aqui no jornal de negocios e clicarem em COTAÇÕES, e depois cliquem em
ANALISE TECNICA,e vejam o que aconselha o jornal de negocios. é comprar fortemente no curto e medio prazo..
vão ver amigos.
eu estou dentro e não vendo, porque sei que ira subir muito bem está cotada.
mas estou certo que as vezes terá de haver correção, não poderá ser sempre a subir

comentários mais recentes
Rflf 14.02.2017

Polygon Global Partners LLP, mais um shorter no BCP com 0,95% que acabou de abandonar o barco.....

Nelinho 14.02.2017

A Pharol é um titulo altamente especulativo, há q saber sair. Vamos ver quantos vão enriquecer ou ficar agarrados a isto.

Anónimo 14.02.2017

As acções da sonae chegam a estar 40 min sem transaccionar ! Mais vale mudar o nome para soneca ! E qdo se mexem , descem ! A nova gestão deu cabo daquilo !

PIRATA 14.02.2017

vendem bcp quero comprar mais antes do dia 9 rsrsrs

ver mais comentários
pub