Bolsa BCP sobe mais de 1% e impulsiona bolsa

BCP sobe mais de 1% e impulsiona bolsa

A bolsa nacional está a subir, num arranque de sessão pouco definido entre os restantes índices bolsistas europeus. A contribuir para esta evolução está o BCP, ao subir mais de 1%. Já a Pharol volta a descer mais de 3%.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 10 de novembro de 2017 às 08:08
O PSI-20 sobe 0,24% para 5.334,77 pontos, com 10 acções em alta, cinco em queda e três inalteradas. Entre os congéneres europeus a tendência é indefinida, com alguns índices a subirem e outros a caírem. 

Na bolsa nacional é o BCP que mais contribui para a evolução, ao subir 1,06% para 0,2479 euros. O banco liderado por Nuno Amado vai revelar os números dos primeiros nove meses do ano na próxima segunda-feira, 13 de Novembro, com o CaixaBi a prever lucros de 137,5 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que compara com prejuízos de 251,1 milhões de euros um ano antes. Estas previsões levaram mesmo a casa de investimento a rever em alta a sua avaliação do BCP para 0,31 euros.

Já do lado oposto está a Pharol, ao perder 3,88% para 0,396 euros. A empresa liderada por Palha da Silva volta a ser penalizada pela Oi, empresa da qual detém mais de 20% do capital. Isto porque se mantém o impasse em torno da recuperação judicial da operadora brasileira, que uma dívida que ronda os 65 mil milhões de reais (ou 17 mil milhões de euros).

O regulador do mercado de comunicações brasileiro travou a assinatura da proposta de recuperação judicial. Exigiu esclarecimentos. A Oi pediu mais uma semana. A Anatel recusou. E ontem a Oi voltou a adiar a assembleia geral de credores que estava agendada para esta sexta-feira. A nova data foi fixada em 7 de Dezembro.

Em destaque estão ainda as acções da Ibersol, ao subirem 3,78% para 11,80 euros, uma tendência que é acompanhada pelos restantes títulos de retalho, ainda que com menor expressão. As acções da Jerónimo Martins sobem 0,16% para 16,07 euros e a Sonae SGPS aprecia 0,20% para 1,013 euros.

(Notícia actualizada com mais cotações)