Bolsa BCP sobe mais de 1% e sustenta ganhos do PSI-20

BCP sobe mais de 1% e sustenta ganhos do PSI-20

A bolsa nacional acompanha os ganhos dos principais índices europeus, animada sobretudo pelo BCP, EDP e Navigator.
BCP sobe mais de 1% e sustenta ganhos do PSI-20
Pedro Catarino/CM
Rita Faria 31 de agosto de 2017 às 12:01

A bolsa nacional segue em terreno positivo esta quinta-feira, 31 de Agosto, pela segunda sessão consecutiva, com o PSI-20 a valorizar 0,39% para 5.131,82 pontos. Das 19 cotadas que formam o principal índice nacional, 12 estão em alta, quatro em queda e três inalteradas.

Apesar da subida registada na sessão de hoje, o PSI-20 deverá fechar Agosto com saldo negativo, depois da subida de 0,7% registada no mês anterior.

Na Europa, este deverá ser o terceiro mês consecutivo de perdas, ainda que a maioria dos índices – à excepção da bolsa de Atenas – esteja a negociar com sinal verde. As bolsas estão subir pelo segundo dia, apesar da forte descida das cotadas do retalho, que estão a ser arrastadas pelo desempenho do Carrefour. A retalhista francesa afunda quase 15% depois de ter admitido que o segundo semestre deste ano deverá ser tão difícil como o primeiro.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha, nesta altura, 0,76% para 373,84 pontos.

Em Lisboa, as subidas estão a ser impulsionadas sobretudo pelo BCP, EDP e Navigator. Depois de ter oscilado entre ganhos e perdas durante a manhã, o banco liderado por Nuno Amado avança 1,29% para 21,91 cêntimos, a recuperar assim dos mínimos de três meses renovados ontem.

Já a EDP valoriza 1,13% para 3,221 euros. No restante sector da energia, a EDP Renováveis sobe 0,06% para 6,854 euros, a REN soma 0,47% para 2,757 euros e a Galp Energia desce 0,11% para 13,92 euros.

A Navigator ganha 0,36% para 3,594 euros, a Altri sobe 0,14% para 3,70 euros e a Semapa recua 0,36% para 15,13 euros.

Do lado das subidas destaca-se ainda a Mota-Engil com uma valorização de 1,25% para 2,438 euros. A família Mota voltou a reforçar no capital da construtora, passando a deter agora 153.605.648 acções, que representam 64,67% do capital da construtora.

 

Em comunicado à CMVM, a Mota-Engil disse ontem que este reforço de posição aconteceu depois de a Mota Gestão e Participações (MGP) ter comprado 51% do capital da António Lago Cerqueira, sendo que esta empresa controla 3.091.577 acções da Mota-Engil. 




A sua opinião22
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
SHORTS DE SAIDA DO BCP ( já vão tarde ) Há 3 semanas

Para o sector de energia, o aumento do interesse alocado em vendas a descoberto foi o segundo maior, atrás somente do sector de bens de consumo. AGORA os SHORTS vão - se VIRAR para a EDP REN SONAE JERONIMO MARTINS CORT AMORIM GALP e PHAROL

o BCP está PRESTES a ser ENGOLIDO Há 3 semanas



o BCP está PRESTES a ser ENGOLIDO pelo SANTANDER foi no que deu OS SHORTS porem - no ao PREÇO da UVA MIJONA então se os LUCROS NÃO PARAM DE AUMENTAR só se o SANTANDER for ESTÚPIDO é que não APROVEITA esta BENESSE dos DEUSES

BCP a subir mais de 4% Há 3 semanas

Mas há que olhar para o longo prazo e perceber para onde vai a cotação. E a unica coisa com que nos devemos preocupar são os resultados. Se fecha bem ou mal hoje pouco interessa. É melhor que suba, mas se descer não há nenhum drama. Só os tolos seguem o intraday.

GENTE ESTUPIDA que se devem calar Há 3 semanas

Aquelas que não sabem o que quer dizer sub avaliadas,

ver mais comentários
pub