Research BCP terá chegado a Setembro com lucros de 137,5 milhões de euros

BCP terá chegado a Setembro com lucros de 137,5 milhões de euros

Os resultados do BCP mantiveram a tendência de recuperação no terceiro trimestre, com o banco a beneficiar com a descida dos custos com depósitos, menores imparidades e reembolso ao Estado, segundo as previsões do CaixaBI.
BCP terá chegado a Setembro com lucros de 137,5 milhões de euros
Nuno Carregueiro 09 de novembro de 2017 às 18:06

O Banco Comercial Português deverá anunciar na próxima segunda-feira, 13 de Novembro, uma nova melhoria nos resultados. As estimativas do CaixaBI, publicadas num "research" a que o Negócios teve acesso, apontam para uma comparação positiva no acumulado dos nove meses e também no trimestre, quer contra o período homólogo, quer contra o segundo trimestre deste ano.

 

As previsões do banco de investimento da Caixa Geral de Depósitos apontam para lucros de 137,5 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, o que compara com prejuízos de 251,1 milhões de euros no mesmo período de 2016.

 

Tendo em conta apenas o terceiro trimestre, os lucros terão totalizado 47,6 milhões de euros, acima dos 39,8 milhões de euros dos três meses anteriores. No terceiro trimestre de 2016 o banco liderado por Nuno Amado obteve prejuízos de 53,8 milhões de euros.

 

Quanto à margem financeira, terá aumentado 13,4% no trimestre (para 348,6 milhões de euros) e 12,6% no acumulado dos nove meses (para 1.547,2 milhões de euros), devido à descida dos custos dos depósitos.

 

A melhoria dos resultados reflecte também a descida dos custos com pessoal (-7,9%) e sobretudo a descida acentuada das perdas com imparidades (-47,1% para 460 milhões de euros).

 

"O foco dos resultados do terceiro trimestre deverá continuar relacionado com a qualidade dos activos, nomeadamente a redução dos NPE (activos não rentáveis)", refere o analista André Rodrigues, adiantando que nas rubricas relacionadas com as receitas não espera grandes alterações de tendência.  

 

Na área da qualidade dos activos o CaixaBI espera que o BCP tenha alcançado progressos positivos, apontando para uma redução de mil milhões de euros nos NPE no acumulado dos nove meses. Quanto aos requisitos de capital, assinala que deixaram de ser uma preocupação depois do aumento de capital realizado no início do ano.


As acções do BCP fecharam a cair 0,45% para 0,2453 euros. O CaixaBI tem um preço-alvo de 0,31 euros para os títulos, com uma recomendação de comprar.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de "research" emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de "research" na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro. 




pub