Bolsa BCP volta às quedas e trava ganhos do PSI-20. Pharol e Mota-Engil sobem mais de 3%

BCP volta às quedas e trava ganhos do PSI-20. Pharol e Mota-Engil sobem mais de 3%

Os ganhos da bolsa nacional estão a ser travados pelo BCP, que depois de ter estado a ganhar 1,5% inverteu para terreno negativo.
BCP volta às quedas e trava ganhos do PSI-20. Pharol e Mota-Engil sobem mais de 3%
Miguel Baltazar
Rita Faria 30 de agosto de 2017 às 11:32

A bolsa nacional segue em terreno positivo, mas com subidas mais ligeiras do que no início da sessão, devido à evolução dos títulos do BCP, que passaram dos ganhos para as perdas.

Nesta altura, o PSI-20 valoriza 0,10% para 5.116,48 pontos, depois de três sessões consecutivas de perdas que o levaram a encerrar ontem no nível mais baixo desde Maio. Das 19 cotadas que formam o principal índice nacional, 10 estão em alta, oito em queda e uma inalterada.

Lisboa é a praça europeia que menos sobe, numa sessão que é de recuperação para as acções do Velho Continente, que atingiram mínimos de seis meses na terça-feira, penalizadas pelos receios em torno do lançamento de um míssil sobre o Japão por parte da Coreia do Norte.

A ajudar à subida está também a depreciação do euro, que impulsiona sobretudo as empresas com maior exposição ao mercado externo. A moeda única desce 0,18% para 1,1950 dólares, após ter renovado máximos de Janeiro de 2015 na sessão de ontem, acima dos 1,20 dólares.

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, sobe 0,46% para 370,12 pontos, com os sectores dos media e do imobiliário a destacarem-se pela positiva.

Em Lisboa, a Jerónimo Martins, a Pharol e a Mota-Engil são as cotadas que mais animam o PSI-20. A retalhista valoriza 1,15% para 16,65 euros, a antiga PT SGPS soma 3,49% para 32,6 cêntimos e a Mota-Engil avança 3,14% para 2,433 euros. As acções da construtora estão a reagir aos lucros do primeiro semestre que, apesar de terem caído 93,6% face ao período homólogo, superaram as estimativas dos analistas.

Antes da abertura do mercado, a Mota-Engil revelou que os seus lucros se fixaram em 4,6 milhões de euros até Junho, o que compara com os 72 milhões de euros obtidos no mesmo período de 2016, devido a efeitos extraordinários.

Os resultados foram mais positivos do que o esperado pelos analistas da Reuters, que antecipavam lucros de apenas 300 mil euros, enquanto os do Haitong previam mesmo prejuízos.

A contribuir para a tendência positiva do PSI-20 estão ainda a Sonae, a Semapa e a Altri. A retalhista soma 0,21% para 94,7 cêntimos, depois de ter sido revelado que o co-CEO Ângelo Paupério alienou 350 mil acções da empresa. 

 

As acções foram alienadas na semana passada – nas sessões de 24 e 25 de Agosto – tendo Ângelo Paupério conseguido um encaixe de 337 mil euros com as vendas. 300 mil acções foram alienadas a um preço médio de 0,96375916 e 50 mil acções com um valor médio de 0,961 euros.

Para o Haitong, o movimento é ligeiramente "negativo". "Embora a quantidade vendida não seja significativa, achamos que isso pode ser visto como uma indicação da percepção que o Sr. Ângelo Paupério tem da avaliação das acções da Sonae", afirmam os analistas em comunicado. 

A Semapa ganha 1,23% para 15,20 euros e a Altri valoriza 0,66% para 3,675 euros.

Por outro lado, a travar maiores ganhos do PSI-20 está o BCP que, depois de ter estado a valorizar 1,5% esta manhã, segue agora com sinal vermelho, a descer 0,91% para 21,8 cêntimos.

O banco liderado por Nuno Amado já perde mais de 13% no último mês, o segundo pior desempenho do índice da Bloomberg que agrega os 44 maiores bancos europeus cotados, atrás do Deutsche Bank. 




A sua opinião31
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Skizy Há 3 semanas

O problema do BCP atualmente é que decidiu parar com o redução de colaboradores, para juntar a isso, a Altice esta ai com um banco online para abrir e menos de 1 ano, se o BCP não continua a redução de colaboradores vai "morrer", pois o futuro da banca é mais de 50% dos serviços feitos online e daqui a 10 anos serão mais de 70%!

comentários mais recentes
Luis Há 3 semanas

Temos aqui muitos bruxos e poucos investidores. Só adivinhos.

PONHAM LOGO O BCP A ZERO Há 3 semanas

ó SR NUNO AMADO SE EU FOSSE A SI EMITIA UM COMUNICADO A PEDIR AOS SHORTS PARA POREM O MILENIUM BCP LOGO DE UMA VEZ A ZERO ; EM VEZ DE ANDAREM NISTO JÁ HÁ 40 DIAS SEGUIDOS .... ACABEM LOGO COM ELE DUMA VEZ .. POR TODAS .....

estes últimos 10 minutos do bcp Há 3 semanas

ESTES últimos 10 MINUTOS no MILENIUM BCP é TUDO Á DESCARADA E NINGUÉM FAZ NADA NEM A CMVM nem o SENHOR PRESIDENTE DO BCP QUE CONTINUA A DORMIR qualquer DIA PODE FECHAR A PORTA 30 dias seguidos isto nem na ETIOPIA ACONTECIA

Re: ó MASSINHAS 0.60 é o BCP Há 3 semanas

Está-se mesmo a ver não está??? BCP a 0,60 só com um reverse stock split!!! ha,ha,ha,ha,ha,ha,ha

ver mais comentários
pub