Mercados Bitcoin afunda mais de 20% e já está abaixo dos 13 mil dólares

Bitcoin afunda mais de 20% e já está abaixo dos 13 mil dólares

Face ao máximo histórico fixado perto dos 20 mil dólares, a moeda digital está a cair mais de 40%
Negócios com Bloomberg 22 de dezembro de 2017 às 08:55

Foi de curta duração a euforia com a entrada em negociação de futuros sobre a bitcoin. A moeda digital está esta sexta-feira em queda acentuada, negociando já abaixo dos 13 mil dólares e distante do máximo histórico próximo dos 20 mil dólares.

 

De acordo com os dados da Bloomberg, a bitcoin afunda 21% na sessão de hoje, em que atingiu um mínimo de 12.181,8 dólares.

 

Apesar da queda de mais de 40% face ao máximo histórico fixado nos 19.511 dólares, a criptomoeda ainda conserva um ganho de mais de 1.000% em 2017.

 


A descida da bitcoin está a arrastar a cotação de outras criptomoedas. Esta correcção representa um "choque com a realidade" para muitos investidores, diz à Bloomberg Stephen Innes, operador da Oanda Copr. "No centro da questão esteve uma procura frenética pela moeda digital com uma oferta limitada, que levou a que os investidores ‘não sofisticados’ ficassem no fim da fila", acrescentou.

 

Esta correcção na Bitcoin surge numa altura em que se verificam movimentos irracionais em títulos ligados às moedas digitais. O último caso diz respeito à Long Island Iced Tea, que disparou 289% só por ter mudado de nome para Long Blockchain Corp.

 

O Governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, disse na quinta-feira que a bitcoin não está a funcionar como um meio normal de pagamento, mas antes a ser utilizada para especulação.   

 

Apesar deste movimento de correcção, os investidores institucionais continuam a dar atenção à bitcoin. Agora foi o Goldman Sachs a tomar a decisão de abrir um departamento de negociação de moedas digitais.