Bolsa Bolhas de activos estão cada vez mais empoladas. E a culpa é dos bancos centrais

Bolhas de activos estão cada vez mais empoladas. E a culpa é dos bancos centrais

A generosidade dos programas de "quantitative easing", que injectaram biliões na economia, levou os investidores a uma maior predisposição pelo risco. Isso, somado a juros baixos e retorno reduzido dos activos de renda fixa. O resultado são bolhas cada vez mais empoladas, avisa o BoAML.
Bolhas de activos estão cada vez mais empoladas. E a culpa é dos bancos centrais
Bloomberg
Paulo Zacarias Gomes 05 de setembro de 2017 às 16:06
Adoptados como forma de introduzir liquidez na economia e fazer regressar o crédito às famílias, os massivos programas expansionistas dos bancos centrais, nomeadamente o "quantitative easing" com a compra de activos, estão a ter um efeito secundário. E cada vez mais evidente.

A conclusão é do Bank of America Merrill Lynch (BofaML) numa nota de "research", que vê na explosão do valor de activos como a Bitcoin (que este ano quase quintuplicou de valor) não uma anomalia mas o sintoma de uma nova era de cada vez maiores explosões. 

Segundo a Bloomberg, os quase 14 biliões de dólares injectados na economia pelos bancos centrais nos últimos anos favoreceram a atitude mais arriscada dos investidores, ansiosos pela obtenção de retorno quando os activos de renda fixa - como as obrigações, por exemplo - pouco davam a ganhar.

"Passada a crise financeira, a generosidade dos bancos centrais parece estar a induzir ganhos mais rápidos e acentuados nos activos, em comparação com o que aconteceu no passado. (...) O comportamento especulador nos activos está a crescer com maior frequência e em mais domínios do que apenas nos mercados de crédito," afirmam os analistas na nota.

Contudo, o Bank of America diz que tal não significa que estas bolhas estejam prestes a rebentar. Mas manifestam uma certeza: o ciclo de crédito agressivo só parará quando for travada a injecção de liquidez ou com um choque inflacionista.

Enquanto a Reserva Federal já colocou fim ao seu programa de compra de activos - debatendo-se agora a redução do balanço da instituição -, na Zona Euro o "quantitative easing" mantém-se, apesar da redução recente de 80 para 60 mil milhões de euros do objectivo mensal de compras. O mercado espera que das próximas reuniões do conselho de governadores possam sair pistas sobre a progressiva descontinuação do programa na Zona Euro, em função da subida da inflação para valores alinhados com o mandato do BCE - próximos mas abaixo do 2%.

Na nota, em que se pergunta se as bolhas de activos "estarão a tornar-se mais empoladas," o banco aponta ainda a descida das taxas de juro como elemento indutor de comportamento especulativo sobre os activos. E compara várias "bolhas" para demonstrar que as da criptomoeda ou da volatilidade inversa (apostas de fundos transaccionados em bolsa na queda da volatilidade) estão a disparar muito mais rapidamente e para níveis muito mais elevados do que a bolha das tecnológicas entre 1998 e 2000, a do imobiliário entre 2003 e 2007 ou a do Topix de 1982 a 1989.

Compare-se: no caso das acções japonesas as valorizações foram de 440% ao longo de sete anos; a bitcoin já acumula ganhos de 1.800% desde meados de 2015, em pouco mais de dois anos. Ao pé deste balão, a queda pronunciada de ontem no valor da moeda electrónica - de cerca de 10%, depois de o banco central da China ter considerado ilegal qualquer oferta pública inicial de moedas - é um mero um sopro.



A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Isto vai acabar mal... Há 1 semana

Se a história se repetir, e se desta vez não for diferente( e no passado, nunca o foi), isto vai acabar mal.De tal tenho a certeza, o que não sei é quando é que acabará mal.

comentários mais recentes
Do Piçalho Há 1 semana

Não se assustem camaradas ,bolha só há uma a do H2O e mais nenhuma . Essa do Kim é que vai rebentar as outras são facilmente explicáveis e por isso não bolhas .As bitcoins são bagos de milho que dão como perdido ou explosivos ,o pode ser que dê .Os avisados não investem capital que se veja nisso

Isto vai acabar mal... Há 1 semana

Se a história se repetir, e se desta vez não for diferente( e no passado, nunca o foi), isto vai acabar mal.De tal tenho a certeza, o que não sei é quando é que acabará mal.

Anónimo Há 1 semana

o psi está empolado mas é mais para baixo

REAGAN + THATCHER = GLOBALIZAÇÃO Há 1 semana

Esta é a herança dos execráveis REAGAN e THATCHER.

ver mais comentários
pub