Bolsa Bolsa da Rússia sobe mais de 1,5% após vitória de Trump

Bolsa da Rússia sobe mais de 1,5% após vitória de Trump

Ao contrário do resto dos mercados bolsistas do mundo, o mercado russo está a receber de forma positiva os resultados das eleições dos EUA.
Bolsa da Rússia sobe mais de 1,5% após vitória de Trump
Bloomberg
Sara Antunes 09 de Novembro de 2016 às 11:12

O índice Micex sobe 1,6% para 1.999,61 pontos, o que corresponde ao maior ganho entre as praças bolsistas do mundo desenvolvido, realça a Bloomberg. Isto numa manhã que está a ser pautada por quedas generalizadas, ainda que se esteja a assistir a um atenuar das perdas na Europa.

 

Donald Trump venceu as eleições e será o 45.º presidente dos EUA, falta apenas conhecer a dimensão real da vitória do candidato republicano. Nesta altura, levando em linha de conta os resultados já conhecidos e as projecções da CNN, Trump já garantiu 288 votos no colégio eleitoral. Precisava de apenas 270 para ser eleito. Hillary Clinton está bastante distante dessa marca, tendo apenas 215 votos. 

 

Estes resultados provocaram quedas acentuadas nas praças europeias, na Ásia, nos futuros do S&P500, no dólar e no petróleo. Mas a pressão já foi aliviada, algo para o qual terá ajudado o discurso de Trump, que prometeu duplicar o crescimento económico e reconstruir o país, com obra pública que dará trabalho a muitos americanos.

 

Na Rússia a reacção é bem diferente. Além do índice bolsista estar a subir, o rublo também está a cair menos do que as pares.

 

Há uma possibilidade de "uma redução das sanções nos próximos meses, permitindo aos empresários russos conseguirem financiamento", afirma à Bloomberg Michael Levy, da Barings. "Isto deverá levar a uma subida das perspectivas para as empresas russas e pode representar novas oportunidades entre as cotadas russas", acrescentou. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Vejam a Avó do militar morto..e vejam o que ela diz!...os criminosos hoje em Portugal podem matar todos, mas ninguém os pode matar a eles...ora isto mostra ao que Portugal chegou ? esta justiça não nos serve logo revejam isto antes que seja tarde...pois isto revolta ate os mortos...é demais bandidos

Anónimo Há 4 semanas

Estão a ver como é? tem que apostar nas pessoas certas e não em esquemas e fraudes...e depois dizem que o homem é mafioso, afinal ele acerta sempre..claro não é demagogo....faz a diferença...

pub
pub
pub
pub