Bolsa Bolsa nacional cai pressionada pelo BCP e EDP

Bolsa nacional cai pressionada pelo BCP e EDP

A bolsa nacional segue em queda, a acompanhar a tendência das restantes praças europeias, no dia em que os investidores digerem os resultados eleitorais na Alemanha.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 25 de setembro de 2017 às 08:09
O PSI-20 desce 0,02% para 5.309,22 pontos, numa altura em que nove cotadas sobem, seis caem e três seguem inalteradas. Entre os restantes índices europeus a tendência também é de queda, num dia em que os investidores estão a reflectir os resultados eleitorais da Alemanha.

Angela Merkel renovou o seu mandato à frente do país, mas com os seus piores resultados. A extrema-direita foi uma das grandes vencedoras, tendo conseguido eleger deputados para o Parlamento, tornando-se mesmo a terceira força política. Os investidores aguardam agora para perceber como vai conseguir governar Angela Merkel, especialmente depois de Martin Shulz, do SPD, ter rejeitado qualquer coligação com a CDU. Shulz conseguiu 20,6% dos votos, o que representa o pior resultado eleitoral de sempre.

Na bolsa nacional, o grupo EDP e o BCP são os que mais penalizam o índice, com a eléctrica a cair 0,22% para 3,19 euros enquanto a EDP Renováveis cede 0,43% para 7,169 euros, num dia em que o jornal espanhol Cinco Días noticia que a China Three Gorges está reticente em relação a uma eventual fusão entre a EDP e a Gas Natural.

Já o BCP cede 0,48% para 0,2301 euros, numa altura em que as variações das cotadas nacionais são pouco acentuadas. 

A pressionar segue também a Navigator, ao perder 0,87% para 3,982 euros. 

Já do lado oposto estão cotadas como a Ibersol, que sobe mais de 2% para 13,25 euros, a Galp Energia, que aprecia 0,27% para 14,94 euros, ou os CTT, que ganham 0,24% para 5,062 euros. 

(Notícia actualizada com mais informação)