Bolsa Bolsa nacional dispara 1,5% no arranque da sessão

Bolsa nacional dispara 1,5% no arranque da sessão

A bolsa nacional está a acompanhar a recuperação dos índices europeus e americanos e arrancou o dia a subir 1,5%.
A carregar o vídeo ...
Sara Antunes 07 de fevereiro de 2018 às 08:09
O PSI-20 sobe 1,52% para 5.406,95 pontos, num arranque de sessão em que 16 cotadas seguem em alta, uma em queda e uma inalterada. A bolsa nacional consegue assim interromper o pior ciclo de quedas desde Janeiro de 2016, depois de ontem ter fechado a sessão a cair pelo sétimao dia consecutivo.

No resto da Europa o cenário é semelhante, com os índices a subirem e a interromperem um ciclo de fortes quedas. Já ontem, mesmo no final da sessão os índices bolsistas dos EUA fecharam com ganhos acentuados, com o S&P500 a registar mesmo a melhor sessão desde 2016.

Na bolsa nacional os ganhos estão a ser generalizados e fortes. O BCP está a subir mais de 3%, assim como a Mota-Engil. 

As acções do BCP foram as que mais perderam nos últimos sete dias, acumulando neste período uma descida de 12%. E hoje é também uma das que mais sobe, recuperando assim parte das descidas. Recorde-se que as quedas se acentuaram nas praças mundiais depois de conhecidos dados económicos nos EUA que aumentaram a especulação em torno de mais subidas de juros nos EUA. Ora, questões como política monetária penalizam ou beneficiam, numa primeira linha, o sector financeiro. 

Já a Pharol continua a recuperar das fortes quedas registadas no arranque do ano - devido ao impasse e ao braço de ferro com a Oi - e volta a disparar mais de 8% para 0,23 euros. 

Do lado das quedas só estão os CTT, ao perder 3,25% para 3,336 euros, depois de terem sido alvo de uma nota de análise por parte do Morgan Stanley, na qual o banco de investimento corta a sua avaliação da empresa de correios em 15%.

Alvo de uma nota de análise foi também a EDP Renováveis, desta feita por parte do Haitong, que elevou a sua avaliação da empresa de energias renováveis para 8 euros, um valor que está bastante acima da actual cotação. As acções da empresa liderada por Manso Neto somam 1,97% para 6,995 euros. Já a EDP aprecia 1,44% para 2,678 euros.

Destaque ainda para a Navigator, cujas acções sobem 1,75% para 4,292 euros, a um dia de serem conhecidos os resultados de 2017. O CaixaBI prevê que a empresa liderada por Diogo da Silveira tenha registado lucros de 203 milhões de euros, o que representa uma quebra de 7% face ao exercício de 2016. As receitas anuais terão aumentado para 1.631,7 milhões de euros e o EBITDA terá crescido para 407,8 milhões de euros.

(Notícia actualizada com mais cotações)