Bolsa Bolsa nacional em alta com CTT a recuperar das quedas recentes

Bolsa nacional em alta com CTT a recuperar das quedas recentes

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão em terreno positivo, numa altura em que as principais praças europeias negoceiam sem tendência definida. Os CTT, que sofreram uma forte desvalorização na sexta-feira, estão em alta.
A carregar o vídeo ...
Ana Laranjeiro 15 de janeiro de 2018 às 08:18

A bolsa de Lisboa arrancou a sessão desta segunda-feira, 15 de Janeiro, em terreno positivo, numa altura em que as restantes congéneres europeias estão a negociar sem uma tendência definida.

A sessão de hoje poderá ser menos atractiva para os investidores uma vez que as bolsas norte-americanas estão encerradas. É celebrado hoje, nos EUA, o dia de Martin Luther King. Apesar desta semana ser mais curta nas bolsas da maior economia mundial, os próximos dias vão ficar marcados pela apresentação de resultados, sobretudo dos bancos americanos e também da Alcoa.

Esta manhã, o euro já renovou máximos de Dezembro de 2014 ao negociar nos 1,2240 dólares, impulsionado pelas expectativas de que o BCE vá reduzir mais rapidamente o seu programa de estímulos monetários, depois de essa indicação ter sido deixada no encontro de Dezembro. Ainda assim, por esta altura os ganhos são mais modestos, estando a moeda da Zona Euro a subir 0,07% para 1,2211 dólares.

O PSI-20 sobe 0,19% para 5.634,05 pontos, com 11 cotadas em alta, três em queda e quatro inalteradas.

Em Lisboa, a Ibersol é a cotada que mais sobe nesta manhã, avançando 1,24% para 12,20 euros.

Os CTT - que na última sessão tombaram 9%, com o título a ser pressionado pelas novas directrizes da Anacom – sobem 0,92% para 3,526 euros. Depois do fecho da última sessão a Gestmin anunciou que comprou mais acções da cotada, num investimento de 3 milhões de euros.

O BCP cresce 0,37% para 29,7 cêntimos.

No sector energético, a Galp Energia sobe 0,37% para 16,31 euros, numa altura em que os preços do petróleo estão pouco alterados nos mercados internacionais. O Brent do Mar do Norte, referência para Portugal, cede 0,09% para 69,81 dólares por barril.

A EDP ganha 0,11% para 2,855 euros, a EDP Renováveis cresce 0,35% para 7,095 euros e a REN avança 0,24% para 2,532 euros.

A Jerónimo Martins abriu inalterada nos 17,305 euros e a Sonae – que apresenta esta semana os dados relativos às vendas preliminares no ano passado - desce 0,25% para 1,214 euros.

A Corticeira Amorim ganha 0,58% para 10,46 euros.




A sua opinião46
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 dias

tás a ver o que é te meteres nos ctt criador de touros.
eu vi as tuas mensagens ontem no forum
agora ficas-te bem agarrado
agora diz que foi novemente a esquerda a culpada
se não sabes jogar não devias te meter em ações.

comentários mais recentes
Anónimo Há 2 dias

A ruína e atraso de Portugal, face aos seus congéneres europeus mais desenvolvidos e ricos, tem como base o facto de se ter criado em Portugal um sistema que, gradualmente, gerou duas seguranças sociais públicas. Uma oficial e outra oficiosa. A oficiosa é parte integrante não de um Estado de Bem-Estar Social legítimo mas antes de um Estado de Bem-Estar Salarial iníquo e insustentável para sindicalizados, em especial do sector público, que auferem uma onerosa e injustificável prestação social sob a forma de remuneração em clara situação de sobreemprego vitalício ou sobrepagamento em crescendo, mesmo quando o preço de mercado para as tarefas que realizam não pára de descer nos mercados mundiais ou a procura, em variadíssimos casos, pura e simplesmente desapareceu se é que alguma vez existiu. Os 4000 despedimentos na banca lusa em 2017, tirados a ferros de forma tardia, cara e incompleta, foram apenas a ponta de um vergonhoso icebergue que as esquerdas teimam em querer esconder.

Re , Criador de Touros Há 2 dias

Estás a ver meu bardamerdas de direita
meu maluco
a direita é bem pior que a esquerda
maluco nada de votar na cristas.
vota no bloco ou no partido comunista em 2019
percebeste bem maluco, ou queres que faça o desenho...

Criador de Touros Há 2 dias

Vejam no Observador as jogadas de Rui Rio para ganhar. Já comentei noutra notícia. Agora percebo porque Rui Rio ganhou. O PSD ao abandonar a eleição em congresso perdeu a identidade. É o Rui Rio das jogadas.

Anónimo Há 2 dias

Banco Comercial Portugues . -1,93% -3,52% 10,34% 6,69% 109,83% -66,86%

Boas tardes.
alguém me faz uma conta por favor....
eu agradeço.
em relação a 1 ano atrás o BCP está a subir 109,83%
o BCP em relação a 3 anos atrás está a desvalorizar -66,86%
em relação a 2012 quanto estara a desvalorizar????
se me poderem ajudar eu agradeço.
gostava de saber porque um esperto deixo-se agarrar e ficar com elas na mão.
que eu gostaria de saber na totalidade qual é a real desvalorização.
muito obrigado a quem souber me informar.

ver mais comentários
pub