Bolsa Bolsa nacional em alta ligeira impulsionada pela Nos

Bolsa nacional em alta ligeira impulsionada pela Nos

Após duas sessões seguidas a negociar em terreno negativo a praça lisboeta iniciou a sessão desta sexta-feira em alta ligeira apoiada pelos ganhos da Nos.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 16 de dezembro de 2016 às 08:03

O PSI-20 abriu a sessão desta sexta-feira, 16 de Dezembro, a somar 0,11% para 4.602,77 pontos, com 12 cotadas a negociar em alta, cinco em queda e uma inalterada. A bolsa nacional segue assim a tendência geral verificada nas principais praças europeias, que também abriram a última sessão bolsista desta semana em terreno positivo. 

No plano nacional é a Nos que mais está a apoiar o início de sessão positivo da praça lisboeta, com a operadora de telecomunicações a somar 0,66% para 5,502 euros, isto depois de ontem ter sido noticiado que a cotada liderada por Miguel Almeida ter perdido a primeira ronda do processo que avançou contra a Portugal Telecom (PT), agora Meo, para ressarcimento das perdas por práticas anticoncorrenciais na banda larga. 

Destaque também para a Galp Energia que começou o dia a ganhar 0,21% para 14,13 euros, acompanhando a tendência de ligeira subida do preço do petróleo nos mercados internacionais numa altura em que o Brent, negociado em Londres e utilizado como valor de referência para as importações nacionais, está a subir ligeiramente para a casa dos 54 dólares por barril. 

Continuando no sector energético verificam-se sentimentos distintos. A EDP Renováveis abriu a ganhar 0,09% para 5,705 euros, enquanto a EDP iniciou a sessão a perder 0,25% para 2,843 euros e a REN a cair 0,62% para 2,584 euros.

Nota positiva ainda para os CTT que abriram a avançar 0,27% para 6,236 euros já depois de assinado um contrato para a compra da totalidade do capital da Transporta por 1,5 milhões de euros e um outro para a venda da antiga sede dos correios nacionais por um montante de 25 milhões de euros.

Nota positiva também para o sector financeiro nacional. Depois de ter perdido mais de 19% em quatro sessões, o BCP continua a recuperar terreno seguindo alta pelo segundo dia consecutivo. O banco liderado por Nuno Amado começou o dia a subir 0,18% para 1,095 euros. 

Já o BPI abriu a sessão a crescer 0,18% para 1,13 euros, após o banco liderado por Fernando Ulrich ter anunciado na noite passada que o Banco Nacional de Angola já deu o seu aval para que o BFA transfira para a instituição portuguesa os 29,2 milhões de euros que tinha a enviar por conta dos dividendos de 2014.

Por fim, nota ainda para o retalho que também segue sem tendência definida. A Jerónimo Martins a perder 0,17% para 14,95 euros e a Sonae a ganhar 0,24% para 0,845 euros.

(Notícia actualizada às 8:20) 


A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
ABCDEF1 16.12.2016

Que a minha maldição caia sobre os motas e os engiles que tudo têm feito para ir abaixo.

Anónimo 16.12.2016

CTT CTT CTT, apanha o comboio... lá vai ele

pub
pub
pub
pub