Bolsa Bolsa nacional em alta pelo segundo dia apoiada pelo BCP e Nos

Bolsa nacional em alta pelo segundo dia apoiada pelo BCP e Nos

A bolsa lisboeta começou o dia a transaccionar em terreno positivo, num início de sessão marcado pelas subidas do BCP, da Nos e dos CTT.
A carregar o vídeo ...
David Santiago 18 de janeiro de 2017 às 08:07
O PSI-20 abriu a sessão desta quarta-feira, 18 de Janeiro, a ganhar 0,23% para 4.608,10 pontos, com 11 cotadas a negociar em alta, cinco em queda e duas inalteradas, naquele que é o segundo dia em que o principal índice nacional transacciona em terreno positivo. 

A apoiar os ganhos da praça lisboeta neste início de sessão está o BCP com uma subida de 3,06% para 0,1649 euros, naquele que é o último dia antes de começarem a ser negociados os direitos de subscrição do aumento de capital de 1.332 milhões de euros lançado pelo banco liderado por Nuno Amado.

Ainda na banca, o BPI abriu inalterado nos 1,133 euros, ao segundo dia da Oferta Pública de Aquisição lançada pelo Caixabank, a 1,134 euros por acção, que se prolonga até 7 de Fevereiro. 

Destaque também para as subidas dos CTT e da Nos, com os correios nacionais a somarem 0,55% para 6,185 euros e a operadora de telecomunicações a ganhar 0,58% para 5,40. 

A abertura de sessão está ainda a ser positiva para o sector do retalho, com a Jerónimo Martins a apreciar 0,22% para 15,795 euros e a Sonae a avançar 0,12% para 0,838 euros. 

A Teixeira Duarte ganha 2,04% para 20 cêntimos por título, um dia depois de a construtora ter anunciado a assinatura de uma aliança estratégica na Venezuela para conservação, administração, gestão, operação e aproveitamento do Terminal Especializado de Contentores do Porto de La Guaira.

Já no sector da energia o sentimento divide-se. Enquanto a EDP abriu a crescer 0,32% para 2,86 euros, um dia depois de o HSBC ter elevado a perspectiva sobre os títulos da eléctrica para "comprar", a EDP Renováveis começou a sessão a ceder 0,10% para 5,793 euros e a Galp Energia a deslizar 0,11% para 14,135 euros. 

Nota final ainda para a Altri que abriu a valorizar 1,49% para 4,029 euros depois de no início desta semana a cotada ter assinado contratos de investimento com o Estado português através das suas subsidiárias Celbi e Celtejo.

(Notícia actualizada às 8:30 com mais informação)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 18.01.2017

comprar Inapa, bons resultados este ano. Compras da Papyrus e da Embaltec em França vão aumentar a rentabilidade. Este ceo sabe o que faz, ao contrário do que foi para o Montepio.

pub